Peixe-lua de quase 3 toneladas quebra recorde de peixe ósseo mais pesado do mundo


Um peixe-lua gigante apontado como o peixe ósseo mais pesado do mundo foi descoberto no arquipélago dos Açores, em Portugal, pesando 2.744 quilos. Pesquisadores disseram que o animal foi encontrado morto, flutuando perto da Ilha do Faial, no centro do Atlântico Norte, em dezembro.

Embora a descoberta tenha sido feita no ano passado, os detalhes só foram publicados recentemente pelo Journal of Fish Biology.

Estudado por investigadores da Associação Naturalista do Atlântico e da Universidade dos Açores para dados biométricos e morfológicos, ambos em Portugal, o peixe foi pesado, medido e teve amostras de tecido recolhidas para testes de DNA.

Existem cerca de 29.000 espécies de peixes ósseos, que possuem uma estrutura óssea esquelética, tornando-os a maioria das espécies de peixes do mundo.

A carcaça deste animal encontrado em Portugal é mais de 400 kg mais pesada do que o recordista mundial anterior para os peixes ósseos – um peixe-lua gigante fêmea de 2.300 kg, capturado em Kamogawa, no Japão, em 1996.

O peixe-lua foi pesado com um dinamômetro de escala de guindaste – um dispositivo projetado para pesar cargas normalmente içadas por um guindaste – após ser levantado do solo usando uma empilhadeira.

Carcaça do peixe encontrado em Portugal é mais de 400 kg mais pesada do que o recordista mundial anterior para peixes ósseos / Atlantic Naturalist.ORG

O animal tinha 3,25 metros de comprimento e 3,59 metros de altura. Medido em torno de seu centro (meio do corpo), tinha uma largura máxima de 86 centímetros, disseram os pesquisadores. O sexo não foi determinado.

José Nuno Gomes-Pereira, principal autor do artigo e investigador de pós-doutoramento da Atlantic Naturalist Association, disse à CNN terça-feira que é triste “ver o animal nesta situação, pois deve ter sido um rei do mar aberto”. O peixe-lua “tremendamente grande” foi enterrado no Parque Natural da Ilha do Faial, acrescentou.

Gomes-Pereira disse que a descoberta é um “sinal de que os oceanos ainda estão saudáveis ​​o suficiente para sustentar as espécies mais pesadas existentes, mas um alerta para mais conservação em termos de poluição e tráfego de barcos perto das ilhas oceânicas”.

O peixe-lua gigante (Mola alexandrini) foi reconhecido pela primeira vez como sua própria espécie em 2018 e é conhecido por pesar duas vezes mais que a segunda espécie de peixe mais pesada, o peixe-lua do oceano (Mola mola), de acordo com um comunicado de imprensa da Associação Naturalista do Atlântico, divulgado no último dia 13.

Gomes-Pereira disse que o peixe-lua morto tinha uma “contusão” em sua frente, o que pode ter causado a morte do animal. No entanto, não se sabe se o impacto foi pré ou post-mortem. A ferida foi incrustada com uma tinta vermelha normalmente usada para revestir as quilhas dos barcos, acrescentou o artigo do jornal.

Com poucos dados disponíveis sobre grandes espécimes, como o peixe-lua, os pesquisadores acreditam que mais estudos são necessários para entender sua fisiologia e ecossistemas marinhos em geral.

A espécie de peixe mais pesada do mundo é o tubarão-baleia (Rhincodon typus), de acordo com o Guinness World Records, com o mais pesado tendo sido encontrado no Paquistão em 1949, pesando 21,5 toneladas.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Peixe-lua de quase 3 toneladas quebra recorde de peixe ósseo mais pesado do mundo no site CNN Brasil.