EUA dizem que medidas adotadas pela Rússia não sugerem uso de armas nucleares


O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, disse nesta sexta-feira (30) que os EUA não viram a Rússia “realmente adotar medidas” que sugiram que o país usaria armas nucleares na guerra contra a Ucrânia.

Ainda assim, reiterou que o governo americano leva as ameaças nucleares do presidente Vladimir Putin “muito a sério”.

“Estamos olhando com muito cuidado para ver se a Rússia está realmente fazendo algo que sugira que eles estão contemplando o uso de armas nucleares. Até o momento, não vimos eles tomarem essas medidas”, afirmou Blinken em entrevista coletiva no Departamento de Estado junto à ministra das Relações Exteriores do Canadá, Melanie Joly.

“Mas também sabemos que a Rússia está engajada em uma brutalização horrível da Ucrânia e, portanto, as ameaças que eles fazem, levamos muito a sério”, alertou.

“Quanto à intenção do presidente Putin, não vou especular sobre o que está em sua mente, posso apenas dizer que planejamos todos os cenários possíveis, incluindo este”, destacou.

Sobre os vazamentos do gasoduto Nord Stream, Blinken observou que não tinha “nada a dizer” em resposta à “absurda alegação” de Putin de que “anglo-saxões” sabotaram a estrutura.

“Vamos chegar ao fundo do que aconteceu. Compartilharemos essa informação assim que a tivermos, mas não quero me antecipar à investigação que está em andamento”, afirmou o secretário.

Este conteúdo foi originalmente publicado em EUA dizem que medidas adotadas pela Rússia não sugerem uso de armas nucleares no site CNN Brasil.