Xavi e Guardiola se enfrentam pela primeira vez como treinadores


Parecia quase uma reunião de família no Camp Nou do Barcelona, ​​quando Xavi Hernández e Pep Guardiola se enfrentaram pela primeira vez como treinadores esta semana.

Guardiola, ex-jogador e treinador do Barça, sempre é recebido com reverência pelos torcedores do clube, e quarta-feira (24) não foi exceção, pois seu time do City enfrentou o Blaugrana em uma partida beneficente.

Os dois treinadores se abraçaram antes e depois da partida – uma energia amigável que se espalhou pela multidão quando fãs empolgados vieram de todo o mundo para ver a estreia de “Xavi versus Pep” e assistir os gigantes europeus em um confronto amistoso.

Compartilhar um campo não é novidade para Guardiola e Xavi, que jogaram juntos pela primeira vez como companheiros de equipe em 1998, quando Xavi se juntou à equipe principal do Barcelona.

Dez anos depois, eles se reuniram com Guardiola como treinador à margem e Xavi como capitão do Barcelona, ​​e agora eles entram em uma nova era assumindo o mesmo ponto de vista, lado a lado, mas de caixas de treinadores opostas.

“É como se o Barça da velha guarda encontrasse o Barça da nova”, disse o torcedor de longa data e residente em Barcelona Ciprian Adrián à CNN Sport enquanto olhava para o aquecimento de ambas as equipes.

“Amamos o Pep depois de tudo o que ele fez pelo clube e, claro, sempre quisemos que ele voltasse. Mas Xavi tem sido muito bom para o Barcelona”.

Xavi foi nomeado treinador do Barça no ano passado e tem acompanhado uma melhora nos resultados, embora o início desta temporada tenha sido ofuscado pelos problemas financeiros do clube fora de campo e um decepcionante empate em 0 x 0 com o Rayo Vallecano em casa.

Guardiola dá instruções ao seu time do Manchester City contra o Barcelona. / Reprodução/Alex Caparros/Getty Images

Mais que um gerente

Xavi e Guardiola fizeram história no futebol juntos quando promoveram a “era de ouro” do Barcelona entre 2008 e 2012, incluindo a conquista da primeira tríplice coroa do clube e dois títulos da Liga dos Campeões sob a liderança de Guardiola.

Desde sua saída, a equipe teve seis técnicos em tempo integral, um técnico interino e enfrentou dificuldades tanto em campo quanto na diretoria – a ponto de muitos torcedores clamarem pelo retorno de Guardiola.

O que eles conseguiram em Xavi foi um treinador emergente com muito potencial para mudar a sorte do clube.

Os dois catalães cresceram jogando na academia de juniores do Barcelona, ​​La Masía, e adotaram a filosofia de futebol estabelecida pelo ícone do clube Johan Cruyff. Cada um deles ancorava o campo como meio-campista central, comandando o fluxo criativo e tático de cada jogo, usando a posse de bola como ingrediente-chave para sua estratégia de jogo e metodologia de treinamento.

Xavi se estabeleceu como um dos melhores meio-campistas de todos os tempos, combinando o estilo tiki-taka do Barcelona com sua própria visão de jogo e capacidade de encontrar espaço dentro e fora da bola.

Como jogador, ele incorporou o espírito mes que un club (“mais do que um clube”) do Barcelona, ​​e a partida beneficente desta semana é uma evidência de que ele também tem as mesmas prioridades como técnico.

O dinheiro arrecadado da partida de 24 de agosto foram para apoiar pesquisas sobre esclerose lateral amiotrófica (ELA) – mais conhecida como doença de Lou Gehrig – em nome do ex-goleiro do Barcelona Juan Carlos Unzué, que atuou como assistente técnico de Guardiola durante parte da temporada de ouro e foi diagnosticado com ELA há dois anos.

Juan Carlos Unzué faz um discurso antes do início da partida beneficente. / Juan Carlos Unzué faz um discurso antes do início da partida beneficente. / Josep Lago/AFP/Getty Images

É raro um amistoso acontecer apenas algumas semanas após o início da temporada europeia, mas tanto para Xavi quanto para Guardiola, a causa estava perto de seus corações e reverberou dentro da família Barcelona.

Unzué entrou em campo em sua cadeira de rodas, ladeado pelos titulares de ambas as equipes, e deu o pontapé inicial de honra sob aplausos da torcida e dos jogadores.

Ele passou a partida como assistente técnico honorário de Xavi e depois acompanhou Xavi e Guardiola na coletiva de imprensa pós-jogo, onde os três reiteraram seu apoio à luta contra a ELA.

Agradando a multidão

A partida em si não deixou a desejar – um empate em 3 a 3 no qual os dois treinadores experimentaram suas escalações e fizeram mais substituições do que os torcedores poderiam acompanhar.

O City abriu o placar depois que um erro do goleiro Iñaki Peña permitiu que o atacante argentino Julián Alvarez batesse a bola para o gol, mas Pierre-Emerick Aubameyang rapidamente empatou com um belo voleio de um toque de uma cobrança de falta interrompida fora da área.

O rápido placar continuou no vai e vem, com Frenkie de Jong, do Barça, marcando o segundo gol aos 66 minutos, apenas para Cole Palmer, do City, marcar quatro minutos depois.

Os gols finais da noite foram de Memphis Depay após um excelente cruzamento de Sergi Roberto, seguido de um pênalti cobrado nos descontos por Riyad Mahrez.

A partida, apesar de amistosa e divertida, se mostrou bastante competitiva para os torcedores.

Anton Rinas é fã do Barcelona e apresentador alemão do canal do YouTube ViscaBarca. Ele segue a equipe e cobre as partidas em seu canal e disse que acha que Xavi está acabando com todas as dúvidas que as pessoas tinham sobre ele se juntar como técnico cedo demais.

“Xavi disse que aprendeu quase tudo com Pep, e Pep disse que está super convencido de que Xavi será um grande treinador”, disse Rinas à CNN Sport.

Olhando para o futuro, Rinas observou que os dois treinadores se conhecem tão bem que é garantido que será um duelo incrível cada vez que seus times se enfrentarem.

Embora este amistoso tenha sido o aquecimento perfeito para o que será um futuro emocionante vendo os dois treinadores se enfrentarem, Rinas compartilhou os sentimentos de muitos fãs sobre o objetivo final.

“Este jogo é bom, mas espero que nos enfrentemos na Liga dos Campeões”, disse.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Xavi e Guardiola se enfrentam pela primeira vez como treinadores no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.