Presidente da Coreia do Sul ordena atualização de planos de guerra


O presidente da Coreia do Sul, Yoon Suk-yeol, ordenou nesta quinta-feira (25) uma atualização dos planos operacionais dos militares para lidar com as crescentes ameaças nucleares e de mísseis da Coreia do Norte, disse seu gabinete.

Yoon deu as instruções em sua primeira visita a um bunker militar em Seul que serviria como posto de comando no caso de uma guerra.

Sua visita coincidiu com o início na segunda-feira de exercícios militares das forças armadas da Coreia do Sul e dos Estados Unidos, os maiores em anos.

Os exercícios anuais de verão foram renomeados Ulchi Freedom Shield e devem terminar em 1º de setembro. Eles envolvem o primeiro treinamento de campo entre os dois países desde 2017, depois de serem reduzidos em meio à pandemia de Covid-19 e sob o antecessor de Yoon, que procurou melhorar as relações com a Coreia do Norte.

Yoon destacou que os exercícios deste ano foram conduzidos sob um cenário alterado e os planos operacionais refletem as ameaças em evolução da Coreia do Norte.

“Precisamos preparar urgentemente medidas para garantir a vida e a propriedade de nosso povo, incluindo a atualização dos planos operacionais contra as ameaças nucleares e de mísseis da Coreia do Norte que estão se tornando realidade”, disse Yoon a comandantes militares durante a visita.

A Coreia do Norte realizou testes de mísseis em um ritmo sem precedentes este ano e está pronta para realizar seu primeiro teste nuclear desde 2017 a qualquer momento, disseram autoridades de Seul nesta semana.

O Norte isolado e com armas nucleares disparou dois mísseis de cruzeiro da costa oeste na semana passada, depois que a Coreia do Sul e os Estados Unidos começaram o treinamento preliminar para os exercícios.

Pyongyang há muito critica os exercícios combinados como “política hostil” e um ensaio para a invasão.

Yoon, que prometeu aumentar os exercícios e a prontidão geral contra o Norte, pediu o reforço da capacidade independente dos militares para combater os mísseis norte-coreanos, ao mesmo tempo em que reforça a dissuasão estendida dos EUA, incluindo seu guarda-chuva nuclear.

Ele também ordenou que os comandantes acelerem os planos para estabelecer o chamado sistema “Kill Chain”, projetado para lançar ataques preventivos contra mísseis do Norte e possivelmente sua liderança sênior se um ataque iminente for detectado.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Presidente da Coreia do Sul ordena atualização de planos de guerra no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.