Djokovic diz que não poderá disputar torneio nos EUA por não ter se vacinado


O ex-número um do mundo Novak Djokovic disse nesta quinta-feira (25) que não poderá viajar a Nova York para competir no torneio de tênis US Open, o último Grand Slam do ano que começa na próxima semana, tendo se recusado a se vacinar contra a Covid-19.

As regras atuais exigem que os viajantes apresentem prova de vacinação completa para embarcar em voos com destino aos Estados Unidos e entrar no país.

“Infelizmente, não poderei viajar para NY desta vez para o US Open”, escreveu Djokovic no Twitter.

“Boa sorte aos meus colegas jogadores! Vou manter-me em boa forma e com espírito positivo e espero uma oportunidade para voltar a competir.”

O tenista disse anteriormente que estava disposto a ficar fora de torneios Grand Slam que exigem que os atletas participantes sejam vacinados contra a Covid-19.

Djokovic estava na lista de inscritos para o torneio de 29 de agosto a 11 de setembro em Nova York.

O tenista de 35 anos também não conseguiu defender seu título no Open da Austrália no início deste ano, depois de ser deportado do país por causa de seu status de vacinação.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Djokovic diz que não poderá disputar torneio nos EUA por não ter se vacinado no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.