PF prende integrante da máfia italiana “Ndrangheta” em Goiás


A Polícia Federal (PF) prendeu nesta quarta-feira (24), um integrante da máfia italiana “Ndrangheta” em Goiás, acusado de enviar grande quantidade de cocaína para Itália escondidas entre pisos de mármores e granito por portos do Espírito Santo.

O alvo principal da ação de hoje, preso em Goiânia, é um conhecido criminoso das autoridades europeias. Segundo a PF, ele é italiano e membro da organização mafiosa que controla parte significante do tráfico de cocaína com destino à Europa.

Com as medidas cumpridas nesta manhã, a PF afirma considerar que todos os envolvidos no envio da carga apreendida na Itália foram identificados e agora seguirão a disposição da Justiça Federal para responderem ao processo criminal.

Sobre a operação

A operação chamada de La Spezia busca obter novas provas com intuito de desmantelar essa quadrilha, e está cumprindo dois mandados de prisão preventiva em Goiás e Santa Catarina, e cinco de busca e apreensão em Goiás, Espírito Santo e Santa Catarina.

As investigações começaram com informações obtidas da Itália, após a apreensão de 338 quilos de cocaína no porto de La Spezia, e a prisão de quatro pessoas em flagrante, uma brasileira, um italiano e dois albaneses, em dezembro de 2020.

A PF então, através de cooperação internacional junto a Guardia di Finanza, responsável pela ação policial naquele país, obteve provas que pudessem ajudar a descobrir os envolvidos na exportação criminosa no Espírito Santo e em outros estados do Brasil.

Os investigados vão responder por organização criminosa, tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. Caso sejam condenados, as penas aplicadas podem passar de 30 anos de prisão.

Este conteúdo foi originalmente publicado em PF prende integrante da máfia italiana “Ndrangheta” em Goiás no site CNN Brasil.