Minas Gerais confirma primeiro caso de monkeypox em cães no Brasil


O primeiro caso de varíola dos macacos – ou monkeypox em um cachorro no Brasil foi confirmado no estado de Minas Gerais. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, o diagnóstico molecular foi confirmado laboratorialmente pela Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Até então, não havia evidência documentada de transmissão da doença do ser humano para animais ou de animais para o ser humano no Brasil. Existem dois relatos no mundo, nos Estados Unidos e na França, em que a potencial transmissão de humano a animal está sendo estudada.

O filhote de cinco meses teve contato com um caso humano confirmado para a doença no município de Juiz de Fora. O animal teve início dos sintomas no dia 13, com coceira, apresentando lesões características da doença como feridas e formação de crostas localizadas no dorso e pescoço.

O paciente associado ao contágio é dono do animal e teve início dos sintomas no dia 3. Ele foi atendido em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Juiz de Fora no dia 8, quando foi coletada amostra de lesão, cujo resultado foi positivo para monkeypox.

De acordo com a secretaria, o paciente foi orientado a manter o animal em isolamento e a adotar medidas sanitárias para a rotina de alimentação do cão e de higienização do local. Paciente e cão estão isolados em domicilio e passam bem, de acordo com a regional de Saúde.

O único contato humano domiciliar do paciente continua assintomático e segue em monitoramento.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Minas Gerais confirma primeiro caso de monkeypox em cães no Brasil no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.