Por que o uso intenso de redes sociais é motivo de preocupação para saúde mental


O impacto do uso intenso das redes sociais na saúde mental das pessoas é um motivo de preocupação crescente para médicos e pesquisados do assunto. O ator britânico Tom Holland, intérprete do Homem-Aranha nos cinemas, anunciou o seu afastamento temporário das redes sociais na última semana. Em um vídeo, ele afirmou aos fãs que vai usar o tempo para cuidar da saúde mental.

O caso não é raro entre famosos. Nomes como Selena Gomez, Camila Cabello, Luísa Sonza e Whindersson Nunes são alguns dos exemplos de quem precisou deixar a internet para preservar a mente.

Mas não é preciso ter uma legião de seguidores para sofrer com o uso intensivo das redes. Em 2019, antes da pandemia de Covid-19 e do aumento da incidência de doenças mentais, um estudo apontou que 41% dos jovens brasileiros associavam o uso de redes sociais ao sentimento de tristeza e ansiedade.

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira apresenta um panorama das dúvidas sobre a relação entre o longo tempo dedicado à internet e a saúde mental.

Para descrever como lidar com casos de esgotamento mental e danos psicológicos influenciados por experiências da vida online, participam deste episódio o psiquiatra Pedro Pan, presidente do Instituto Ame Sua Mente, e a psicóloga Andrea Jotta, do Núcleo de Pesquisas da Psicologia em Informática da PUC-SP.

Conheça outros podcasts da CNN Brasil:

CNN Money

Horário de Brasília

WW

À Prioli

No Lucro CNN

Semana de 22 – Bem mais que o modernoso

Entre Vozes

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais, com apresentação de Carol Nogueira
Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã / CNN Brasil

(* Publicado por Diego Toledo)

Este conteúdo foi originalmente publicado em Por que o uso intenso de redes sociais é motivo de preocupação para saúde mental no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.