Um ano após retomada, afegãos se dizem felizes sem tropas dos EUA no país


Um ano após o Talibã assumir o poder do Afeganistão, os moradores do Vale do Tangi afirmam estar felizes, como mostra reportagem de Clarissa Ward, da CNN.

A paisagem do local atualmente está repleta de bandeiras brancas, que marcam as tumbas de combatentes do Talibã mortos em batalha.

Em entrevista à CNN, um morador da região relembra o momento em que seu irmão derrubou um helicóptero americano. Ele detalha que o combatente Talibã, escondido entre as árvores, atingiu a aeronave durante a aterrisagem, perto de um rio, com uma granada.

Ao todo, 30 soldados morreram devido à explosão. Esta foi a maior maior perda de soldados americanos em toda a guerra. O irmão do combatente conta que o feito gerou “uma grande festa”. Ele ainda diz que o feito vingou a morte de Osama bin Laden, que era uma “coroa na cabeça dos mulçumanos”.

 

 

Outro morador entrevistado diz que seu filho está enterrado em uma das tumbas que compõem a paisagem. Ele afirma que a morte ocorreu após um ataque noturno das forças especiais afegãs, em conjunto com os Estados Unidos, que atingiu sua casa.

O homem ainda perdeu dois filhos e uma sobrinha durante a guerra. A casa, outrora destruída, hoje conta com um altar para os falecidos.

Os moradores comemoram a retirada dos Estados Unidos, vistos como “forças invasoras” que traziam mortes e destruição. Eles dizem que cada família perdeu ao menos uma pessoa morta em ataques americanos.

 

Este conteúdo foi originalmente publicado em Um ano após retomada, afegãos se dizem felizes sem tropas dos EUA no país no site CNN Brasil.