Ataque hacker tentou roubar dados sigilosos da prefeitura do Rio, diz Paes


O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, informou, nesta quinta-feira (18), que houve uma tentativa de roubo de dados sigilosos durante o ataque hacker, que tirou os sistemas da prefeitura do ar na madrugada desta segunda (15).

“Logo que a gente percebeu essa ameaça, as equipes técnicas da prefeitura tiveram que tirar todos os serviços do ar preventivamente para proteger a população e proteger os serviços da prefeitura“, disse Paes, em um vídeo publicado em suas redes sociais.

O prefeito afirmou que as equipes já estão trabalhando para restabelecer os serviços. “A ordem que a gente tem de quem entende do assunto é que os serviços só sejam plenamente restabelecidos quando a gente tiver muita certeza de que não tem nenhuma informação particular de nenhum carioca em risco”, acrescentou.

Paes disse que os dias de instabilidade dos serviços oficiais não serão contados como dias úteis para fins de vencimentos de impostos e outras contas que dependem desses sistemas.

“Em caso de mais dúvidas e informações, eu estou pedindo para todo mundo acessar as contas oficiais da Prefeitura do Rio nas redes sociais. Por lá, a gente está tentando manter vocês informados em tempo real sobre tudo que está acontecendo”, acrescentou.

Ataque hacker tira do ar sistemas da prefeitura do Rio de Janeiro

prefeitura do Rio de Janeiro detectou um ataque hacker aos sistemas do município na madrugada de segunda-feira (15). O site oficial e os serviços do Carioca Digital foram suspensos de forma preventiva.

Em nota, a prefeitura informou que a equipe do Iplan (empresa municipal de informática) trabalha para recuperar o datacenter municipal. Não há previsão para o restabelecimento do sistema.

Na Secretaria Municipal de Saúde, o atendimento aos pacientes e o Sisreg – programa de regulação de atendimento em unidades de saúde pública – não foram afetados, mas algumas unidades de saúde que funcionam com a rede do Iplan não puderam fazer a inserção de pedidos de exames e consultas nos sistemas de regulação.

Não houve suspensão de aulas em função do ataque hacker na rede municipal de ensino. Os CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) estão com seus sistemas fora do ar para a realização de inscrição do CadÚnico. Já o Centro de Operações, o 1746 e o aplicativo Táxi Rio operam normalmente.

Ainda no comunicado, a prefeitura pede a compreensão da população e ressalta que os servidores do Iplan trabalham para que o sistema volta a sua normalidade o mais breve possível.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Ataque hacker tentou roubar dados sigilosos da prefeitura do Rio, diz Paes no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.