Com 137 anos, Liceu Coração de Jesus anuncia fim das atividades de ensino


O tradicional colégio Liceu Coração de Jesus, localizado no Campos Elíseos, Centro de São Paulo, vai suspender as atividades de ensino a partir do ano que vem. Com 137 anos de história, a escola vai deixar de receber os estudantes em 2023 por problemas financeiros e queda na quantidade de estudantes. A creche e o abrigo, duas ações sociais praticadas pela instituição com a Prefeitura, seguirão sendo realizadas.

De acordo com o padre Cássio Rodrigo de Oliveira, porta-voz da Inspetoria Salesiana de São Paulo, a decisão foi tomada porque a escola não está conseguindo se manter financeiramente em razão da queda de estudantes matriculados. “Com poucos alunos, isso fica insustentável”, disse. A insegurança da região também é um fator citado.

No momento, o Liceu Coração de Jesus conta com menos de 200 alunos matriculados. O colégio, que já chegou a ter cerca de 3 mil estudantes e disponibilizar matriculas para o curso de graduação, oferece hoje somente o Ensino Fundamental e apenas o 3º ano do Ensino Médio.

“A decisão já vem sendo pensada há um tempo. Não foi tomada da noite para o dia e não posso dizer nem que foi definida por um motivo apenas. É um contexto, um conjunto de fatores”, afirmou o padre.

A falta de segurança pública nos entornos da escola contribuiu para a diminuição de estudantes atendidos pelo Liceu, de acordo com o porta-voz. Mas ele frisou que não é a única razão que explica os problemas que levaram a instituição a suspender o ensino aos estudantes.

“Isso [falta de segurança] também está dentro do contexto. Os pais também se preocupam, mesmo sabendo que temos uma segurança interna. E quando não temos conhecimento do interior (da escola), ficamos assustados com o cenário (externo). Então, sem dúvidas afeta. Mas não é o principal motivo”, disse.

O Liceu Coração de Jesus está localizado a 500 metros da Praça Princesa Isabel, que recentemente serviu de abrigo para a Cracolândia. O endereço anterior ficava na Luz, também no centro da cidade.

Uma série de operações policiais na região, deflagradas no primeiro semestre deste ano, dispersou o grupo, que acabou se concentrando na Rua Helvétia e na Santa Ifigênia.

Os pais e estudantes foram avisados sobre a decisão da suspensão no dia 4 de agosto. De acordo com a escola, os alunos que atualmente estudam no colégio poderão ser realocados para outras instituições que pertencem à Rede Salesiana Brasil de Escolas (RSB-Escolas), como as escolas Santa Inês, no Bom Retiro, e também o Santa Teresinha e Mazzarello localizados em Santana, zona norte da capital.

Os professores também foram avisados. Contudo, a realocação dos educadores e de outros funcionários em outras escolas salesianas da rede não está garantida, segundo o padre Cássio Rodrigo de Oliveira

O diretor do Liceu Coração de Jesus, padre José Adilson Morgado, também confirmou no encontro com os pais que a escola vinha sofrendo com a falta de estudantes.

“Não é sem dor que temos que assumir os momentos difíceis da história. Nos últimos tempos, temos diminuído o número de alunos e de atendimento e é uma situação delicada”, disse.

Creche e abrigo continuam

Em nota, a escola afirma que a decisão de suspender as atividades de ensino foi tomada por conta de um “redimensionamento inspetorial que vem refletindo a atuação dos salesianos no estado de São Paulo” e afirmou que a instituição vai continuar “atendendo a população em vulnerabilidade social”.

Além do braço educacional, o colégio também oferece serviços de caráter filantrópico por meio do serviço de creche e de um abrigo que atende, respectivamente, cerca de 100 e 55 pessoas, ambos funcionando por meio de convênio com a Prefeitura.

A paróquia Sagrado Coração de Jesus também não terá o funcionamento alterado.

Segurança intensificada

Questionada sobre os problemas de segurança na região da escola, a Prefeitura respondeu que tem ampliado o atendimento de dependentes químicos e reduzido o fluxo de pessoas que consomem drogas nas ruas de São Paulo, e que o encaminhamento de usuários para atendimento em serviços especializados “aumentou quase cinco vezes entre janeiro e julho” deste ano.

No mesmo comunicado, o Executivo informou, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Urbana, que a Guarda Civil Metropolitana realiza o policiamento comunitário e preventivo na região da Nova Luz 24 horas por dia, e que a equipe mantém duas Bases Comunitárias fixas no Centro, sendo uma no Vale do Anhangabaú e outra na Praça da Sé.

À reportagem, a Secretária de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) afirmou que o policiamento no centro também foi intensificado e que a Polícia Civil, somente neste ano, prendeu 325 suspeitos por roubos praticados na região.

A SSP informou também que a 1ª Delegacia Seccional Centro deteve 143 pessoas por meio da Operação Caronte, deflagrada para combater o tráfico de drogas na Cracolândia.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Com 137 anos, Liceu Coração de Jesus anuncia fim das atividades de ensino no site CNN Brasil.