Dia dos Solteiros: 10 bares para paquerar em São Paulo


Os solteiros também têm espaço, claro, entre as inúmeras opções gastronômicas e festivas que São Paulo reserva para seus habitantes e turistas.

Cosmopolita, a cidade tem de tudo: desde bar dentro de uma antiga funilaria até outro mais descoladinho com cadeiras de praia a apenas alguns passos da movimentada Avenida Faria Lima.

Junte isso a luzes amenas, som de diversos estilos musicais e bons drinques – além de cerveja gelada – e temos um combo perfeito para flertes embalados por um clima de festa.

Seja para conhecer novas pessoas, fazer novas amizades ou até engatar um romance, confira uma seleção de bares na capital paulista onde a azaração rola solta – tudo para não deixar o Dia dos Solteiros, neste 15 de agosto, passar em branco:

CityLights SP

View this post on Instagram

A post shared by CityLights_SP (@citylights_sp)

O local é dividido entre o CityLights Hostel e o CL Music Hall, espaço aberto em fevereiro que promove shows e festas. Ambas as casas, uma em frente à outra, têm uma missão: oferecer ambientes agradáveis embalados por música.

Adicione a isso um público descolado e você terá um dos pontos mais badalados dos últimos tempos na região de Pinheiros. Drinques e cervejas também ajudam as pessoas a entrarem no ritmo.

Antes apenas um hostel, o CityLights começou a realizar shows e festas nos fundos do imóvel na rua Padre Garcia Velho. A fórmula deu certo: semanalmente há pocket shows e festas de diversos gêneros musicais, incluindo jazz e brasilidades, e o aumento do público fez com que houvesse a ampliação do espaço.

Rua Padre Garcia Velho, 44 – Pinheiros, São Paulo, SP / Agenda da semana pode ser conferida pelo site e pelas redes sociais. Ingressos para eventos via site.

Benê Bar

View this post on Instagram

A post shared by Benê (@bar.bene)

Na mesma rua de Pinheiros fica o Benê Bar, cantinho descontraído com drinques, aperitivos e varanda ao ar livre próxima à Avenida Faria Lima. É comum ver um agito de pessoas em pé em frente à casinha de tijolos aparentes, onde luzinhas suspensas durante a noite criam uma atmosfera agradável.

A área ao ar livre ocupa uma praça, que ganhou bancos, latões e ainda cadeiras de praia – o que adiciona uma pitada a mais de descontração. O menu conta com drinques clássicos, como negroni, gin tônica e mojito, até outros que levam novas combinações, assim como cervejas long neck ou de 600 ml.

Bolinhos de cogumelo, batatas e porção de pastel são feitos para compartilhar.

Rua Padre Garcia Velho, 158 – Pinheiros, São Paulo, SP / Horário de funcionamento: terça e quarta-feira das 18h30 à 00h30; quinta e sexta-feira das 19h à 1h; sábado das 15h à 1h; domingo disponível para aniversários e eventos.

Litt Bar

Mesas na calçada em frente ao Litt, bar em Pinheiros / Reprodução/Instagram

O espaço na rua Cunha Gago, a apenas alguns metros da Avenida Faria Lima e de bares como o Benê, já foi residência, estúdio de música e escritório de advocacia, mas a partir de 2018 renasceu como um gastrobar artsy.

Inclusive, o Litt tem uma porta logo ao lado que funciona como uma galeria. Com dois andares e mesas interiores, na calçada e em um deque na esquina, o som é elogiado e os drinques, autorais ou clássicos, se aliam a porções de bolinhos, batatas e bruschettas.

O metal é o elemento que dita a decoração do local e, em uma das paredes externas, há uma parte do bar, com balcão para pedidos rápidos.

Rua Cunha Gago, 750 – Pinheiros, São Paulo, SP / Horário de funcionamento: quarta à sexta das 18h à 1h; sábado das 15h à 1h; domingo das 16h às 22h.

Milo Garage

View this post on Instagram

A post shared by Milo Garage (@milo_garage)

O endereço no bairro da Pompeia costuma reunir um público jovem, principalmente em suas festas temáticas que acontecem recorrentemente. Pop, rock e hip hop são os gêneros que animam o público.

O ambiente possui grafites nas paredes e cartazes de bandas, e drinques e outras bebidas são servidas enquanto DJs garantem energia na pista. A casa funciona apenas durante à noite a partir das quintas-feiras.

A dica é ficar atento à agenda no Facebook e no Instagram – os preços de entrada giram em torno de R$ 15.

Avenida Pompéia, 1681 – Pompeia, São Paulo, SP / Horário de funcionamento: quinta das 22h às 5h; sexta e sábado das 22h30 às 5h45.

Galleria Bar

View this post on Instagram

A post shared by Galleria Bar (@galleriabarsp)

O bar-balada abriu as portas no início de 2018 no Itaim Bibi com o influenciador Leo Picon por trás do projeto junto de um time de sócios. Com ambientação colorida, letreiros em neon e música eletrônica guiando a pista, o público jovem é quem predomina na casa.

O Galleria abre de quarta a sábado, e as quintas e sextas são embaladas por música ao vivo. Do bar saem alguns drinques flamejantes e defumados e servidos em objetos criativos.

Em uma rápida olhada nas redes sociais da casa é possível ver que o local também é hotspot para influenciadoras e personalidades da mídia: além de Leo Picon, sua irmã Jade Picon também é uma figurinha garantida no espaço.

Rua Clodomiro Amazonas, 482 – Itaim Bibi, São Paulo, SP / Horário de funcionamento: quarta das 19h às 4h; quinta e sexta das 18h às 3h e sábado das 19h às 4h.

High Line Bar

Rooftop do High Line, um dos ambientes mais concorridos do pedaço / Reprodução/Instagram

Levando mais uma pitada de agito ao bairro boêmio da Vila Madalena, o High Line é inspirado no famoso parque suspenso de Nova York de mesmo nome. Um dos atributos do espaço são seus diferentes ambientes, divididos em deque, bar, balada e rooftop – todos com uma pegada instagramável.

A casa recebe também algumas obras de arte mensalmente – um painel do artista Kobra chama a atenção desde fora – e alguns eventos temáticos acontecem por ali recorrentemente.

A abertura da pista acontece de sexta e sábado a partir da 0h. No cardápio constam burgers, porções para compartilhar, até alguns pratos com massas e entradas, além de drinques e cervejas.

Rua Girassol, 144 – Vila Madalena, São Paulo, SP / Horário de funcionamento: quinta das 18h às 3h; sexta das 18h às 5h; sábado a partir das 12h e domingo a partir das 14h.

Trago Bar

View this post on Instagram

A post shared by TRAGO BAR (@trago_bar)

Na Barra Funda, o Trago se destaca como uma boa opção na cena da coquetelaria da capital paulista. Aqui, o agito está em outros detalhes: no balcão, nas mesinhas e nos sofás mais intimistas em um ambiente dotado de luzes mais discretas, assim como nas playlists de brasilidades, rock e jazz.

Do balcão saem diversas opções de drinques autorais, como o sakura (R$ 35), à base de bourbon infusionado em cerejas maraschino, vermute Rosso, Amaretto e Angostura. Os mais clássicos também estão presentes e, entre os beliscos, há bolovo (R$ 17) e sanduíche de pastrami (R$ 44), por exemplo.

Além das mesas na calçada, em determinadas datas uma mesa de DJ do lado de fora acaba animando os clientes.

Rua Sousa Lima, 174 – Barra Funda, São Paulo, SP / Horário de funcionamento: quarta a sexta das 18h à 0h; sábado das 14h à 0h; domingo das 14h às 22h.

Bar Espírito Santo

Bar-restaurante português serve iguarias da cozinha portuguesa junto de chopes e drinques / Reprodução/Instagram

Se no almoço o bar-restaurante é conhecido por suas entradas e arrozes, durante a noite os chopes e drinques caem bem entre a clientela que escolhe o Espírito Santo para bebericar e se reunir com amigos e amigas.

Tradicional ponto português, drinques, vinhos e cerveja caem bem com os petiscos do país europeu, como o clássico bolinho de bacalhau. O local conta com área interna e externa agradáveis em pleno bairro do Itaim Bibi. Quarta e quinta são os dias mais cheios para a paquera rolar solta.

Avenida Horácio Lafer, 634 – Itaim Bibi, São Paulo, SP / Horário de funcionamento: segunda das 12h às 15h e das 17h30 às 23h; terça a quinta das 12h às 15h e das 17h30 à 1h; sexta e sábado das 12h à 1h e domingo e feriados das 12h às 22h.

Mercearia São Pedro

View this post on Instagram

A post shared by Mercearia São Pedro – Oficial (@merceariasaopedrooficial)

Com uma história que se desenrola há mais de cinco décadas, a Mercearia São Pedro foi um famoso reduto de escritores e artistas na capital paulista que continua atraindo pessoas de todos os estilos para a calçada da eua Rodésia, na Vila Madalena.

Apelidado de “Merça” pelos mais íntimos e assíduos frequentadores, é quase como um ponto obrigatório (e histórico) para quem passa pela vizinhança boêmia. Caipirinhas e cervejas são pedidas frequentes junto de um tira gosto e outro neste que é um ponto de encontro conhecido da capital.

Rua Rodésia, 34 – Sumarezinho, São Paulo, SP / Horário de funcionamento: segunda a sábado das 12h às 22h e domingo das 12h às 18h.

Funilaria Bixiga

Funilaria não tem programação anunciada previamente e costuma fazer filas no Bixiga / Reprodução/Instagram

Um público jovem e alternativo costuma lotar a rua Rui Barbosa, no Bixiga, a partir das quintas-feiras, que se apinha para curtir a Funilaria, espaço que já virou um point paulistano. Como o nome sugere, o local ocupa uma antiga funilaria, que mantém paredes descascadas, ventiladores de teto e caixas de cervejas empilhadas.

Roda de samba e DJs (que vão de rock, brasilidades e axé) tocam por ali. Porém, a programação não é clara: o clima de mistério, mesmo nas redes sociais, é um dos charmes do local e que continua levando jovens para o “rolê”.

Com letras amarelas montáveis – um clássico nas paredes de boteco – o cardápio oferece cervejas geladas, caipirinhas e gim tônica, além de alguns salgados, como empanadas. A entrada gira em torno de R$ 10 a R$ 15.

Rua Rui Barbosa, 572 – Bixiga, São Paulo, SP.


The post Dia dos Solteiros: 10 bares para paquerar em São Paulo appeared first on CNN Brasil V&G.