Em live com Janones, Lula garante que, se eleito, manterá auxílio em 2023


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) garantiu, neste sábado (13), que, se eleito, manterá o Auxílio Emergencial no valor de R$ 600 em 2023. A afirmação foi feita durante uma live com o deputado federal André Janones (Avante-MG).

“Não há como a gente acabar com o auxílio emergencial sem que a gente acabe com o problema da fome. A única possibilidade do auxílio emergencial continuar é a gente ganhar as eleições para fazer com que o auxílio volte”, disse Lula.

Defensor do benefício, Janones retirou seu nome da corrida presidencial para apoiar o ex-presidente no início do mês. O acordo para a retirada da candidatura previa que Lula incorporasse as propostas do deputado, entre elas a continuidade do Auxílio Emergencial de R$ 600 e o pagamento de um valor superior para mães solo (em famílias com arranjos monoparentais).

Durante a live, os aliados também afirmaram que o recente aumento no valor do benefício, que começou a ser pago nesta semana pelo governo federal, tem caráter “eleitoreiro” e durará apenas até dezembro. As falas antecipam o tom do que será a campanha do ex-presidente.

“Ele só garantiu até dezembro porque depois acabou a propaganda eleitoral, aliás eu acho que o Guedes nem sabe quem é o povo pobre. O desprezo é total e absoluto, e eles só utilizam disso em época de eleição”, disse Lula, que pontuou o fato da medida ter sido aprovada por causa da PEC que decretou estado de emergência no país até o final do ano.

Como adiantou a CNN, uma peça de publicidade produzida pela equipe da campanha Lula-Alckmin trata o benefício como uma medida eleitoreira do governo de Jair Bolsonaro (PL) para vencer as eleições, reforça que o pagamento é temporário e que Lula o tornará permanente, se eleito.

A peça publicitária deverá ser veiculada na TV, a partir do dia 15 deste mês e traz também uma série de depoimentos pessoais sobre os programas sociais criados pelo ex-presidente.

Fenômeno nas redes sociais, Janones tem participado de reuniões com a coordenação da campanha de Lula. O deputado tem orientado o petista a veicular nas redes sociais conteúdos mais pessoais e sem muita produção.

Debate

As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá no dia 24 de setembro.

O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Em live com Janones, Lula garante que, se eleito, manterá auxílio em 2023 no site CNN Brasil.