Y2K: tendência queridinha da Geração Z pode reviver admiração por magreza extrema


Os jovens estão nostálgicos. Pelo menos, é o que nos mostra uma das hashtags mais vistas do TikTok: com mais de 8 bilhões de visualizações na rede social da Geração Z, a hashtag #y2k é uma referência a “years 2000” ou “anos 2000”, que nada mais é que uma forma dos mais jovens revisitarem o que era tendência ou muito marcante no começo desse século.

A estética y2k vem sendo adotada pela Geração Z principalmente de duas formas: na volta das câmeras analógicas, em uma busca por uma foto mais natural e menos “instagramável”, e na forma de se vestir.

Acompanhando essa tendência, marcas de roupa apostaram em referências dos anos 2000 para criar coleções e conquistar o público jovem.

Mas, essa tendência de comportamento vem acompanhada de um alerta: era muito comum, na estética dos anos 2000, um culto à magreza excessiva. Seja nas falas de personagens de filmes, nas cantoras pop que faziam sucesso ou no famoso desfile das angels da Victoria’s Secret, ser bonita, na época, era sinônimo de ser magra. 

Por isso, quando uma geração mais nova volta a admirar o que era legal nessa época, especialistas passam a prestar atenção nesse possível fator de risco. O Popverso CNN discutiu esse assunto. Assista a íntegra no vídeo acima.

Estética y2k vem sendo adotada pela Geração Z, tema foi discutido no programa Popverso / CNN

Popverso CNN

O programa da CNN Brasil comandado por Mari Palma vai ao ar de segunda a sexta, primeiro no Youtube e Tik Tok, às 20h, e às 23h30 na TV. O programa ainda traz uma cobertura intensa do mundo da cultura pop e também um outro olhar sobre as notícias do dia a dia.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Y2K: tendência queridinha da Geração Z pode reviver admiração por magreza extrema no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.