Netflix está tentando se tornar uma empresa de mídia, dizem analistas


A Netflix está tendo um 2022 terrível. Em abril, disse que perdeu assinantes pela primeira vez desde 2011. Suas ações caíram mais de 60% até agora neste ano. No entanto, seus problemas recentes podem não ser o início de uma espiral descendente ou o começo do fim para a gigante do streaming.

Pelo contrário, é um sinal de que a Netflix está se tornando uma empresa de mídia mais tradicional.

A companhia foi originalmente precificada como uma grande empresa de tecnologia, parte da sigla de Wall Street, “FAANG”, que significava Facebook, Apple, Amazon, Netflix e Google.

O mercado norte-americano já avaliou a empresa em cerca de US$ 300 bilhões, um valor equivalente a muitas grandes empresas de tecnologia que o modelo de negócios da Netflix não conseguiu entregar.

“Acho que a Netflix foi supervalorizada”, disse Julia Alexander, diretora de estratégia da Parrot Analytics, ao CNN Business. “Ao contrário das empresas que têm tentáculos diferentes, a Netflix não tem muitos tentáculos”.

Mas a Netflix nunca foi realmente uma empresa de tecnologia.

Sim, sua ascensão foi baseada no crescimento de assinantes como muitas empresas no mundo da tecnologia, mas isso foi possível graças aos filmes e programas de TV que as pessoas queriam assistir e pagar. Ou seja, a Netflix é mais como um estúdio em Hollywood do que uma empresa de tecnologia no Vale do Silício.

A Netflix era muito mais parecida com uma empresa de tecnologia do que, digamos, Disney, Comcast, Paramount ou a empresa-mãe da CNN, a Warner Bros. Discovery.

Mas, à medida que essas empresas de mídia tradicional começam a se parecer muito mais com a gigante do streaming, a Netflix, por sua vez, está começando a tirar uma página das cartilhas de seus rivais: começará a veicular anúncios e lançará alguns programas ao longo do anos, semanas e meses em vez de tudo de uma vez.

A empresa disse que seu nível de anúncio mais barato e a restrição de compartilhamento de senha podem chegar já no próximo ano. Ela está atualmente em parceria com a Microsoft para seus negócios de publicidade.

“Acho que, de muitas maneiras, os movimentos que a Netflix está fazendo sugerem uma transição de uma empresa de tecnologia para uma empresa de mídia”, disse Andrew Hare, vice-presidente sênior de pesquisa da Magid, ao CNN Business.

“Com a introdução de anúncios, uma repressão ao compartilhamento de senhas, programas proeminentes como Stranger Things experimentando um lançamento escalonado, vemos a Netflix se tornando mais como uma empresa de mídia tradicional a cada dia”.

Hare acrescentou que a estratégia de negócios anterior da gigante do streaming que “antes era sacrossanta, agora está sendo jogada pela janela”.

“A Netflix uma vez forçou Hollywood a sair de sua zona de conforto. Eles trouxeram o streaming para a sala de estar americana”, disse ele. “Agora parece que algumas práticas mais convencionais podem ser o que a Netflix precisa”.

Na Netflix, agora, “muitos desses movimentos estratégicos estão sendo feitos à medida que amadurecem e passam para a próxima fase como empresa”, observou Hare. Isso inclui focar no fluxo de caixa e receita em vez de apenas crescimento.

“Em outras palavras, negócios da velha escola”, disse ele.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Netflix está tentando se tornar uma empresa de mídia, dizem analistas no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.