Israel e Jihad Islâmica acertam cessar-fogo em Gaza após fim de semana de ataques


Israel diz que um acordo para restaurar um cessar-fogo para Gaza entrará em vigor às 23h30 (horário local), neste domingo (7), na sequência de um anúncio semelhante da Jihad Islâmica.

Uma breve declaração do Gabinete do Primeiro Ministro de Israel agradeceu ao Egito por seus esforços na mediação da trégua e alertou que, se ela for violada, “o Estado de Israel mantém o direito de responder com firmeza”.

O anúncio veio cerca de 50 horas após o início da escalada, quando Israel lançou o que chamou de ataques preventivos contra alvos da Jihad Islâmica em Gaza.

Como durante as escaladas anteriores em Gaza, o Egito assumiu um papel central nos esforços para acabar com os combates entre Israel e militantes palestinos.

Os termos do acordo não foram divulgados imediatamente. No entanto, a agência oficial de notícias estatal do Egito informou que, na pressão por uma trégua, o Cairo estava trabalhando para ver a libertação de um militante da Jihad Islâmica capturado por Israel há seis dias, bem como para garantir que um prisioneiro palestino em greve de fome em uma prisão israelense fosse transferido para o hospital para tratamento médico.

Acordos anteriores de cessar-fogo viram Israel assumindo compromissos para facilitar o fechamento de Gaza.

O Hamas, que ficou fora dos combates, disse que a operação israelense representa uma “nova etapa na luta pela liberdade dos palestinos contra a ocupação israelense”.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Israel e Jihad Islâmica acertam cessar-fogo em Gaza após fim de semana de ataques no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.