Campeão mundial de jiu-jítsu tem morte cerebral após ser baleado na cabeça em SP


O octacampeão mundial de jiu-jítsu Leandro Lo teve a morte cerebral anunciada neste domingo (7), após ser baleado na cabeça durante um show na cidade de São Paulo.

Segundo informou a polícia à CNN, Lo estava em um show no Clube Sírio quando foi provocado em meio a uma discussão. Em um primeiro momento, o lutador derrubou o provocador, que então saiu do local e retornou atirando.

Além de dar os tiros, o atirador ainda chutou o lutador duas vezes, quando a vítima já estava desacordada no chão, e então deixou o local.

Ele já foi identificado e se trata do policial militar Otavio Oliveira Velozo, que estava de folga. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, a polícia decretou a prisão preventiva do PM, além de instaurar uma apuração administrativa contra Otavio.

Lo levou um tiro na cabeça, e a bala segue alojada no local. O atleta foi levado para o Hospital Municipal Saboya.

Como o quadro de morte cerebral é irreversível, o caso foi registrado como homicídio consumado no 17º Distrito Policial, no bairro de Ipiranga.

Questionado pela CNN, o Esporte Clube Sírio disse que não possui nenhuma informação até o momento sobre o caso, e que prefere não se manifestar.

Leandro Lo tinha 33 anos de idade e, além dos oito campeonatos mundiais, foi campeão nos torneios sul-americano, Copa Mundial e nos campeonatos pan-americano, brasileiro e europeu.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Campeão mundial de jiu-jítsu tem morte cerebral após ser baleado na cabeça em SP no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.