Por falta de imunizante, DF suspende 1ª dose da Coronavac em crianças de 3 a 4 anos


O governo do Distrito Federal suspendeu temporariamente, nesta quarta-feira (3), a aplicação da primeira dose da Coronavac para crianças. Segundo a Secretaria de Saúde do DF, a interrupção é temporária e resulta da falta dos imunizantes.

A pasta informou que o estoque das outras vacinas contra a Covid-19 está mantido e que crianças a partir de 5 anos de idade podem procurar as unidades de saúde para vacinação.

A vacina da Coronavac é o único imunizante autorizado para aplicação em crianças de 3 a 4 anos, segundo decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A Secretaria informou que 4 mil doses da Coronavac estão reservadas para aplicação como segunda dose. Desta forma, quem recebeu a primeira dose da vacina tem a segunda dose “armazenada e garantida”.

A pasta afirmou que vai retornar a vacinação de crianças a partir de 3 anos com a 1ª dose após o envio de novo lote do imunizante pelo Ministério da Saúde

A vacinação desta faixa etária foi liberada após autorização de uso da Coronavac pela Anvisa em 13 de julho. A agência também recebeu pedido da Pfizer para inclusão da vacina na imunização de crianças a partir dos 6 meses de idade.

O resultado da análise da Anvisa deve ser divulgado em setembro. Atualmente, o imunizante da Pfizer só pode ser aplicado a partir dos 5 anos.

Procurado pela CNN, o Ministério da Saúde ainda se pronunciou.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Por falta de imunizante, DF suspende 1ª dose da Coronavac em crianças de 3 a 4 anos no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.