“Recuperação de serviços pessoais eleva PIB”, diz ex-ministro da Fazenda


O Ministério da Economia elevou a previsão do PIB em 2022 de 1,5% para 2%, patamar que era esperado para a atividade econômica deste ano no fim de 2021. À CNN Brasil neste domingo (17), o ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega disse que a atualização reflete a recuperação dos serviços pessoais.

“O aumento na previsão do PIB é reflexo de um conjunto de fatores, especialmente da recuperação do segmento de serviços, particularmente dos serviços pessoais”, destacou o economista.

Segundo ele, quando algum vírus como o da Covid-19 e o da gripe espanhola surge no mundo, é natural uma recuperação econômica posterior ser baseada no setor de serviços.

“Sempre que a economia começa a voltar a normal, há uma disparada da demanda por serviços. As pessoas estão cansadas de ficar em casa, com restrições para locomoção, então começam a consumir mais idas ao teatro, cinema, estádios e viagens”, afirmou.

O ex-ministro, no entanto, disse estar menos otimista que a projeção do governo, em razão do impacto do aumento de juros na atividade econômica do pais.

“A projeção do governo não difere muito da que é feita por instituições financeiras e consultorias, mas eu acredito que teremos um segundo semestre muito complicado, porque vão começar a aparecer mais intensamente os efeitos da política monetária, com o aumento da Selic”, concluiu.

 

Este conteúdo foi originalmente publicado em “Recuperação de serviços pessoais eleva PIB”, diz ex-ministro da Fazenda no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.