Quase 800 bibliotecas públicas foram fechadas no Brasil em cinco anos


O Brasil perdeu 764 bibliotecas públicas, entre 2015 e 2020, segundo dados da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo. Em 2015, o país tinha 6.057 bibliotecas públicas.

De acordo com os números mais recentes do governo federal, de 2020, o número caiu para 5.293, entre municipais, distritais, estaduais e federais, nos 26 estados e no Distrito Federal.

A maior queda aconteceu em São Paulo e Minas Gerais. Dos 764 fechamentos, 698 aconteceram nesses estados. Índice que representa 91% do total.

São Paulo lidera os fechamentos. O número passou de 842 em 2015, para 304 em 2020. Uma perda de 538 unidades. Isso representa 70% de todas as bibliotecas fechadas no Brasil em cinco anos.

Em Minas Gerais, o número passou de 888 em 2015, para 728 em 2020. Uma perda de 160 bibliotecas em cinco anos.

Para realizar a comparação, foram recuperados os dados referentes a 2015 no antigo site do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP), por meio do projeto Internet Archive.

Escopo

Bibliotecas públicas são criadas e mantidas pelos municípios, estados, Distrito Federal ou governo federal, e atendem a todos os públicos de forma gratuita. São consideradas equipamentos culturais e, portanto, estão no âmbito das políticas públicas do governo federal.

Antes, ficavam sob o escopo do Ministério da Cultura. Com a extinção da pasta, no primeiro dia do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), passaram para a Secretaria Especial da Cultura.

A CNN questionou a Secretaria Especial de Cultura sobre possíveis dados atualizados sobre o tema e aguarda um posicionamento.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Quase 800 bibliotecas públicas foram fechadas no Brasil em cinco anos no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.