Bolsonaro diz que telefonema para Zelensky nesta segunda será “segredo de Estado”


O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem uma conversa por telefone marcada com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, nesta segunda-feira (18). Em entrevista a jornalistas neste domingo (17), Bolsonaro falou de sua expectativa para a ligação.

“Eu não sei o que ele vai falar comigo, o Zelensky, né? Mas eu pretendo falar para ele o que que eu acho, né? E se perguntar para mim alguma coisa, onde podemos colaborar, eu vou dar a minha opinião, já que só vou dar se ele pedir.”

“Isso não pode vazar, é segredo de Estado, assim como a minha conversa com o (presidente russo, Vladimir) Putin, levou três horas, falamos muita coisa”, acrescentou.

O presidente disse que o contato deve ser acompanhado apenas pelo ministro das Relações Exteriores, Carlos França, e um intérprete. Sobre o teor da conversa, Bolsonaro afirmou que não sabe ao certo o que o presidente ucraniano planeja.

Encontro do Mercosul

Na quinta-feira (14), Bolsonaro afirmou à CNN que não irá ao encontro do Mercosul, previsto para esta semana em Assunção, no Paraguai.

Questionado neste domingo sobre o tema, Bolsonaro afirmou que “tudo pode mudar”. “Estão tentando me convencer, está quase uma avalanche de pessoas com argumentos, é um bate e volta”.

O presidente antecipou que a decisão deve ser tomada ainda nesta segunda-feira (18). “Eu já tinha que ter batido (o martelo), porque tem um escalão de segurança que vai na frente. Onde se gasta o cartão corporativo bastante. Pretendo bater o martelo amanhã (segunda).”

Por fim, Bolsonaro disse que o impeditivo para a viagem seriam os “problemas que tem para resolver” no Brasil. “Estou propenso a não ir, mas posso ir”.

Além disso, aproveitou para elogiar o país anfitrião do encontro. “O Paraguai é um país, um dos poucos aqui da América do Sul, que não é vermelho ainda. Eu tenho uma consideração muito grande pelo ‘Marito’ [Mario Abdo Benítez, presidente do Paraguai], já o visitei algumas vezes”, concluiu o presidente.

A próxima cúpula semestral entre os chefes de Estado do Mercosul será realizada em Assunção entre os dias 20 e 21 de julho. A presidência rotativa do bloco é exercida atualmente pelo Paraguai, responsável por organizar a agenda do encontro.

* Com informações de Teo Cury, da CNN

Este conteúdo foi originalmente publicado em Bolsonaro diz que telefonema para Zelensky nesta segunda será “segredo de Estado” no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.