RJ começa vacinação contra Covid para grupo abaixo de 5 anos nesta sexta-feira (15)


A Prefeitura do Rio de Janeiro divulgou que começa nesta sexta-feira (15) a vacinar crianças de quatro anos de idade com a Coronavac.

A decisão foi tomada após após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar a aplicação do imunizante em crianças de três a cinco anos. 

O anúncio foi feito nesta quinta-feira (13), pelo prefeito Eduardo Paes (PSD), nas redes sociais.

O cronograma no Rio segue de forma escalonada até a próxima quarta-feira (20), quando será a vez das crianças de três anos ou mais se imunizarem. A repescagem acontece a partir do dia 23 de julho (sábado).

A decisão de ampliar o uso da vacina produzida pelo Instituto Butantan, em parceria com a farmacêutica chinesa SinoVac, aconteceu em uma reunião pública realizada nesta quarta-feira (13). Os diretores da Anvisa votaram por unanimidade após a avaliação técnica do pedido do Butantan, submetido em 11 de março.

Antes da nova decisão da Anvisa, a CoronaVac já estava autorizada para uso emergencial em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos, além de atender à população adulta. A Anvisa recebeu o pedido do registro definitivo no dia 8 de julho. O prazo para análise é de 60 dias.

No Rio, a capital já oferecia a primeira dose para pessoas a partir de cinco anos com o imunizante da farmacêutica Pfizer. Agora, esse público poderá utilizar também o produto da Sinovac. Para se vacinar, é necessário a caderneta de vacinação da criança e um documento de identificação, como o Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Será utilizado o mesmo esquema de vacinação aplicado na população em geral: duas doses de 0,5 ml, com o intervalo de 28 dias.

A equipe técnica da Anvisa considerou na avaliação a inexistência de tratamentos medicamentosos e de vacinas aprovados para crianças nessa faixa etária.

 

*Sob supervisão de Stéfano Salles

 

Este conteúdo foi originalmente publicado em RJ começa vacinação contra Covid para grupo abaixo de 5 anos nesta sexta-feira (15) no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.