Taxa de positividade de testes rápidos de Covid-19 cai após sete semanas de alta


Após sete semanas seguidas de alta, a taxa de positividade dos testes rápidos para Covid-19 feitos nas farmácias do país voltou a cair.

Segundo a Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), dos 162,6 mil exames realizados entre os dias 4 e 10 de julho, 32,62% (53 mil) apresentaram resultado positivo. Foi o menor índice das últimas três semanas. A taxa de positividade dos sete dias anteriores foi de 35,18%.

Pará e Pernambuco, ambos com 43%, foram os estados que apresentaram as maiores taxas de positividade. Em seguida aparecem os estados de Sergipe, Tocantins, Piauí, Ceará e Bahia, todos eles com taxa de 41%. Já os estados do Rio de Janeiro (22%), Santa Catarina (26%), São Paulo (26%), Paraná (27%) e o Distrito federal (27%) foram os que tiveram as menores taxas de testes rápidos com resultados positivos para Covid-19.

Ao todo, desde a segunda semana de outubro de 2020 até o último levantamento feito, foram realizados 18,9 milhões de testes rápidos em 4,9 mil farmácias do país. Foram 4,4 milhões de resultados positivos, uma taxa média de 23,7%, e 14,5 milhões de negativos (média de 76,63%).

Neste período, o estado que apresentou a maior média de positividade foi o Amapá (31,97%). Depois aparecem a Paraíba (31,23%), Amazonas (31%), Roraima (30,63%) e Rio Grande do Norte (30,61%). Já os menores índices foram nos estados de São Paulo (19,58%), Goiás (19,99%) e Sergipe (20,27%), Tocantins (21,95%) e Mato Grosso do Sul (22,28%).

Queda no número de testes realizados

Pela terceira semana seguida, o número absoluto de testes realizados nas farmácias apresentou queda. Na semana entre os dias 4 e 10 deste mês, a Abrafarma apontou que houve a menor quantidade de exames de Covid-19 realizados nas farmácias desde o período entre os dias 16 e 22 de maio deste ano, quando foram diagnosticadas 141,9 mil pessoas.

Panorama geral

Segundo dados divulgados na terça-feira (12) pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil ultrapassou a marca dos 33 milhões de casos de Covid-19. Foram 64.048 contaminações confirmadas nas últimas 24 horas e 344 mortes em decorrência do vírus. Desde março de 2020, a pandemia já deixou 674.102 mortes no país.

A média móvel de mortes, que está há 15 dias seguidos acima de 200, ficou 239 nesta terça-feira. Já a média de casos ficou em 56.292 — esse número significa um aumento de 32% em um mês. Em 12 de junho o número foi 42.504.

Estes índices consideram os últimos sete dias e servem para acompanhamento dos indicadores da situação epidemiológica no país sem eventuais distorções causadas por subnotificações aos finais de semanas.

(Com informações de Ingrid Oliveira, da CNN)

Este conteúdo foi originalmente publicado em Taxa de positividade de testes rápidos de Covid-19 cai após sete semanas de alta no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.