Garrafa de champanhe é vendida por valor recorde de R$ 14 milhões


Uma garrafa de champanhe foi vendida por US$ 2,5 milhões (cerca de R$ 14 milhões), superando o recorde em um leilão de espumante e, provavelmente, se tornando a garrafa de vinho mais cara já vendida na história.

Mas há uma curiosidade: a magnum Chateau Avenue Foch, ano 2017, vem com um NFT, que inclui a arte digital e os direitos de propriedade intelectual de uma imagem de “Bored Ape Mutant” e de outras figuras de desenhos animados colecionáveis ​​que adornam a garrafa. (Uma magnum é o equivalente a duas garrafas de tamanho normal.)

NFTs são imagens digitais que são negociadas no blockchain. O mercado altamente especulativo para eles atingiu o pico em 2021 com US$ 41 bilhões em vendas, mas desacelerou acentuadamente devido à recente queda nas criptomoedas.

Os compradores do champanhe foram os irmãos Giovanni e Piero Buono. São investidores italianos em criptomoedas que atuam nas indústrias de moda e tecnologia. Apesar do perfil de criptomoedas, a compra foi feita em dólares, segundo o vendedor.

A venda foi relatada pela primeira vez no “The Wall Street Journal”.

Shammi Shinh, o empresário britânico que encomendou e vendeu a garrafa, disse esperar que a efervescência do champanhe possa estimular o mercado de NFTs no momento em que ele e outros mercados financeiros estão substancialmente abaixo de suas máximas.

“Espero mais conscientização – quero que as pessoas entendam as NFTs agora”, disse Shinh. Segundo ele, o champagne e sua colaboração com o artista Mig podem ser os primeiros de uma edição limitada.

O token Bored Ape Yacht Club, lançado o ano passado pela startup norte-americana Yuga Labs, são baseados baseados em blockchain e representam um conjunto de 10 mil cartoons de macacos gerados por computador.

Chateau Avenue Foch é uma nova marca. As uvas Premier Cru do Champagne foram cultivadas em Allouchery, uma propriedade familiar em Chamery.

Giovanni Buono disse que os irmãos não têm planos de abrir a garrafa.

A compra foi feita de forma privada. No mercado público do vinho, as garrafas vintage costumam ter preços elevados.

Em 2020, uma garrafa do famoso champanhe Heidsieck 1907 naufragado foi vendida por US$ 275.000 em Moscou. A caminho do czar em 1916, segundo a história, o carregamento foi afundado por um submarino alemão e recuperado por mergulhadores finlandeses décadas depois.

Quanto ao vinho mais caro de qualquer tipo em leilão, uma garrafa de Domaine de la Romanée-Conti foi comprada por um colecionador em 2018 em uma venda da Sotheby’s em Nova York por US$ 558.000. .

The post Garrafa de champanhe é vendida por valor recorde de R$ 14 milhões appeared first on CNN Brasil V&G.