Menina de 4 anos e um homem são mortos em um tiroteio em Ohio, nos EUA


Depois que uma menina de 4 anos morreu após um tiroteio na noite de sexta-feira (8) em Akron, Ohio, um homem de 40 anos gravemente ferido morreu no hospital, de acordo com uma atualização do Departamento de Polícia de Akron.

Akron está se recuperando dos protestos relacionados ao tiro fatal da polícia contra um homem negro há quase duas semanas.

“Há muita tensão na cidade agora”, disse o prefeito de Akron, Dan Horrigan, durante uma entrevista coletiva após o tiroteio de sexta-feira.

Por volta das 21h15, a polícia respondeu a um relato de tiros disparados na Princeton Street, disse o chefe de polícia de Akron, Steve Mylett, durante a entrevista coletiva. “Esta foi uma semana muito difícil para Akron.”

Vários policiais chegaram a uma “cena caótica” e encontraram Tolbert e Gaiter gravemente feridos por tiros, de acordo com um comunicado da polícia.

A polícia disse que as pessoas estavam fazendo uma festa em um estacionamento próximo quando um ou mais suspeitos desconhecidos dispararam contra a multidão.

“Os detetives estão trabalhando para determinar as circunstâncias e o motivo do tiroteio”, disse o comunicado, acrescentando que nenhuma prisão foi feita.

As mortes ocorrem dias depois que os protestos eclodiram na cidade pelo assassinato de Jayland Walker, de 25 anos, que sofreu pelo menos 60 ferimentos a bala quando oito policiais atiraram nele. A polícia disse que Walker disparou o que parecia ser um tiro pela janela durante a perseguição do carro e uma arma foi encontrada em seu veículo após o tiroteio. Mas Walker estava desarmado quando foi morto.

Akron implementou vários toques de recolher após a divulgação das imagens da câmera do corpo da polícia que mostravam o tiroteio. A cidade também cancelou sua celebração do feriado de independência dos EUA, em 4 de julho, por cautela.

O prefeito, chefe de polícia e líderes comunitários, que participaram da entrevista coletiva na noite de sexta-feira, imploraram aos moradores que reduzissem a tensão na cidade.

“Estamos cansados”, disse o pastor Bradley Reeves da Igreja da Comunidade de Restauração. “Isso tem que parar”, disse Reeves. “Não apenas a comunidade precisa se acalmar, mas a polícia também precisa se acalmar.”

“Não vou pedir a um lado que se acalme se não pedir a todos que se acalmem”, disse o pastor.

Reeves reconheceu o impacto que o assassinato de Walker teve na comunidade.

“Ainda estamos nos recuperando de outros grandes eventos que estão acontecendo, e vou dizer o nome de Jayland Walker”, disse ele. “Mas é preciso que todos se acalmem para manter a comunidade segura”, acrescentou Reeves.

Autoridades de Akron estão sob escrutínio após o assassinato de Walker em 27 de junho.

“O departamento de polícia tem responsabilidades que precisamos resolver por conta própria”, disse Mylett na noite de sexta-feira. “E eu estou aqui para lhe dizer como chefe de polícia, nós vamos. Estamos indo na direção que as pessoas querem.

“Esta é a nossa comunidade, nós amamos esta comunidade. Nós amamos as pessoas nesta comunidade”, disse o chefe de polícia.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Menina de 4 anos e um homem são mortos em um tiroteio em Ohio, nos EUA no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.