Príncipe Harry vence primeira fase de processo contra jornal britânico


Um juiz da Suprema Corte de Londres decidiu nesta sexta-feira (8) que uma matéria de jornal sobre a batalha jurídica do príncipe Harry com o governo britânico sobre seus arranjos de segurança é difamatória, abrindo caminho para que ele leve sua acusação de difamação a julgamento.

Harry, neto da rainha Elizabeth II, está processando a “Associated Newspapers”, editora do Mail on Sunday, por difamação por um artigo em fevereiro, que alegava que o príncipe havia tentado manter em segredo detalhes de sua disputa legal para restabelecer sua proteção policial, e que seus assessores tentaram então dar uma interpretação positiva a isso.

A “Associated Newspapers” negou que a matéria fosse difamatória, e uma audiência preliminar foi realizada no mês passado para determinar o que um leitor concluiria ser o significado “natural e comum” da reportagem do Mail.

“Estou convencido de que esses significados são difamatórios no direito comum”, decidiu o juiz Matthew Nicklin.

Ele disse que a reportagem implicava que Harry havia buscado restrições de confidencialidade “de longo alcance e injustificadamente amplas” e era responsável por declarações feitas em seu nome, e não por sua equipe de relações públicas, como o jornal havia argumentado.

Um leitor também concluiria que o príncipe “foi responsável por tentar enganar e confundir o público quanto à verdadeira posição”, disse Nicklin.

A decisão significa que Harry pode levar seu caso adiante, e o Mail terá a chance de apresentar uma defesa.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Príncipe Harry vence primeira fase de processo contra jornal britânico no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.