Netflix dá “sinal verde” para spin-off de Stranger Things e construção de franquia


A Netflix Inc. disse nesta quarta-feira (6) que está desenvolvendo um spin-off da série de ficção científica “Stranger Things“, enquanto o serviço de streaming trabalha para transformar seu maior sucesso em língua inglesa em uma ampla franquia de entretenimento.

A nova série será baseada em uma ideia original de Matt e Ross Duffer, os gêmeos que criaram “Stranger Things”, disse a Netflix em comunicado. Nenhum detalhe sobre a história ou personagens foi fornecido.

A Netflix também anunciou uma peça de teatro ambientada no mundo de “Stranger Things”.

O thriller sobrenatural estrelado por Winona Ryder e David Harbour quebrou recordes de visualização na Netflix, superando o drama de época “Bridgerton” como o programa em inglês mais assistido da empresa.

“Stranger Things” reverberou através do zeitgeist cultural quando estreou em 2016 e transformou Millie Bobby Brown, então com 12 anos, em uma estrela global. A temporada mais recente impulsionou a música de Kate Bush “Running Up That Hill” ao topo das paradas do iTunes e Spotify 37 anos após seu lançamento original.

A quarta temporada terminou com os dois episódios finais na semana passada, travando brevemente o aplicativo da Netflix enquanto os fãs corriam para vê-los. A série registrou 1,15 bilhão de horas em tempo de exibição na Netflix, atrás apenas do drama sul-coreano “Round 6“.

“Uma das razões pelas quais ‘Stranger Things’ realmente estourou da maneira que aconteceu é que há uma universalidade no centro disso”, disse Matthew Thunell, vice-presidente da Netflix que leu o roteiro primeiro e defendeu a série. “É sobre a força da amizade, como a amizade triunfa sobre o mal.”

A série é a primeira que a Netflix buscou desenvolver como uma franquia tradicional de entretenimento, cujos personagens e histórias atravessam cinema, televisão, games e produtos de consumo. Sua popularidade pegou a Netflix de surpresa — “sinceramente, nunca poderíamos ter previsto o que ‘Stranger Things’ se tornou”, disse Thunell.

À medida que o público do programa se expandia para além dos chamados “nerds”, ou fãs de ficção científica, e incluiu adultos cativados por suas referências da cultura pop dos anos 1980, a Netflix começou a pensar em maneiras de estender a história por meio de spin-offs e mercadorias.

Isso resultou em uma série de tie-ins de “Stranger Things”, que incluem uma pizza congelada de abacaxi e jalapeño do Surfer Boy vendida pela Walmart nos Estados Unidos, e um brinquedo Magic 8 da Hasbro. Os fãs também puderam participar de simulados estudos de sono em uma atração do Hawkins National Laboratory em Nova York, São Francisco e Londres.

“Estamos começando do zero e isso nos dá muita liberdade para inovar e experimentar coisas novas”, disse Josh Simon, vice-presidente de produtos de consumo da Netflix.

A nova série faz parte de um acordo de produção com os Duffers, que também desenvolverão uma adaptação para TV em live-action do mangá e anime japonês “Death Note”, entre outros projetos.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Netflix dá “sinal verde” para spin-off de Stranger Things e construção de franquia no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.