Entenda por que a Netflix separou esta temporada de “Stranger Things”


“Stranger Things 4 – Vol. 2” chega à Netflix neste fim de semana, e as crianças de Hawkins, Indiana, estão de volta na hora certa para a gigante do streaming.

Foi um terrível 2022 para a Netflix. Suas ações caíram 70% este ano. Em abril, a empresa informou que perdeu assinantes pela primeira vez em mais de uma década. Na semana passada, a Netflix demitiu 300 funcionários. Seu relatório de ganhos no final deste mês está projetado para mostrar uma perda de mais dois milhões de assinantes.

Mas há uma coisa que tem sido ótima para a Netflix: “Stranger Things”.

 

 

A primeira parte da quarta temporada da série de terror de ficção científica estreou em maio com números recordes, tornando-se o programa de TV em inglês mais popular da Netflix. Tem sido o número 1 na lista dos 10 melhores em inglês da Netflix todas as quatro semanas desde sua estreia, e também ajudou a tornar uma música de 1985 um grande sucesso novamente.

Então, por que uma empresa que revolucionou a experiência de assistir TV – literalmente ensinou a todos a maratonar uma série – dividiria sua maior franquia em duas partes? A resposta não é nada estranha.

Dividindo de cabeça para baixo

As duas estreias acontecem em dois trimestres diferentes para a empresa. “Stranger Things 4 – Vol. 1” foi lançado em 27 de maio, que está no segundo trimestre da Netflix, e “Vol. 2” chega em 1º de julho, que inicia o terceiro da empresa.

Os fãs do programa dificilmente cancelarão sua assinatura antes de assistirem a temporada inteira. Com novos episódios abrangendo dois trimestres diferentes nos fins de semana de feriados, a empresa tem mais chances de reter assinantes, o que é preciso para manter Wall Street feliz.

A outra razão não monetária pela qual “Stranger Things” está dividida: o show é enorme nesta temporada.

“Com nove roteiros, mais de oitocentas páginas, quase dois anos de filmagem, milhares de tomadas de efeitos visuais e uma duração quase duas vezes maior que qualquer temporada anterior, ‘Stranger Things 4’ foi a temporada mais desafiadora até agora, mas também a mais gratificante”, escreveram os irmãos Duffer, os criadores do programa, em uma nota divulgada em fevereiro.

“Dada a duração sem precedentes, e para chegar a você o mais rápido possível, a quarta temporada será lançada em dois volumes”.

Os Duffers não estavam exagerando.

“Stranger Things 4 – Vol. 1” tem aproximadamente nove horas de duração. Os dois episódios finais que compõem o “Vol. 2” têm tempos de execução que correspondem aos filmes, com o episódio oito com uma hora e 25 minutos e o episódio nove chegando a duas horas e 30 minutos.

Portanto, há uma razão comercial e criativa para dividir a temporada. Mas há também outra razão: mantém o show na consciência do público.

“Eles mudaram um pouco as coisas ao dividir o lançamento de ‘Stranger Things’ em duas partes”, disse Zak Shaikh, vice-presidente de programação da empresa de mídia baseada em pesquisa Magid.

“Mas, em geral, eles podem retardar o lançamento de algumas de suas principais franquias, então esses programas continuam fazendo sucesso por mais tempo”.

Ao ter episódios de “Stranger Things” separados por um mês ou mais, a Netflix dá duas mordidas na maçã, comercializa a mesma temporada duas vezes e mantém o programa na mente de seus espectadores.

Esta não é a primeira vez que a Netflix separa uma série. A temporada final de “Ozark”, outro sucesso da plataforma, foi dividida em dois trimestres quando estreou episódios de sua temporada final em janeiro e abril no início deste ano.

Tem havido muito debate sobre se os streamers devem lançar episódios semanalmente ou todos de uma vez. A Netflix – que se ateve principalmente ao segundo modelo – pode ter encontrado um meio-termo.

“A compulsão funcionou como uma estratégia para revolucionar o mercado”, disse Shaikh. “Mas não maximiza o valor das propriedades quentes.”

Este conteúdo foi originalmente publicado em Entenda por que a Netflix separou esta temporada de “Stranger Things” no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.