Aprovação de Boric no Chile cai 8,3 pontos e vai a 24,3%, segundo pesquisa


Foram divulgados neste domingo (26) os resultados da pesquisa Pulso Ciudadano, que revelou uma queda na aprovação da gestão do presidente Gabriel Boric. Durante a segunda quinzena de junho, Boric obteve aprovação de 24,3%, queda de 8,5 pontos em relação à consulta anterior.

A reprovação do presidente chileno aumentou 6,1 pontos, chegando a 54,6%, enquanto 19,3% não souberam avaliar. O resultado ocorre 7 meses depois da eleição do esquerdista, que derrotou o advogado José Antonio Kast, da extrema-direita, em dezembro do ano passado.

A pesquisa também mediu as opções dos cidadãos em relação ao plebiscito que aprovará ou não o projeto de nova Constituição, que acontecerá no dia 4 de setembro. Do total, 44,4 % da população seria contra o projeto, enquanto 25% votaria para aprová-lo se a votação fosse hoje.

Já em relação às expectativas das votações que determinarão o futuro da nova Constituição mostram que 32,1% acreditam que ela será aprovada e 41,6% acham que ela será rejeitada.

Por outro lado, os entrevistados foram questionados sobre a sua posição em relação ao encerramento da fundição Ventanas, planta industrial da empresa Coldeco, a maior produtora de cobre do mundo, após casos de contaminação.

Os resultados mostraram que 45% concordam em partes ou concordam totalmente com a desativação da planta da Codelco, e 24,8% discordam parcialmente ou discordam totalmente.

Por fim, a medição revelou que os principais problemas do país na opinião popular são a criminalidade (46,5%), inflação (45,3%), tráfico de drogas (19,7%) e imigração (18,7%).

Este conteúdo foi originalmente publicado em Aprovação de Boric no Chile cai 8,3 pontos e vai a 24,3%, segundo pesquisa no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.