No reino animal, os cuidados dos pais com filhotes podem ser piores que os seus


Se você é pai, provavelmente já experimentou ansiedades intermináveis sobre se está fazendo o suficiente para seus filhos enquanto eles estão crescendo. 

E se seus filhos herdarem seus hábitos negativos? E se você deixar seus filhos assistirem muita televisão ou alimentá-los com as comidas erradas? 

Preocupar-se com a possibilidade de errar é normal, e você cometerá erros — mas você pode colocar as coisas em perspectiva sabendo que alguns pais são muito piores do que você, de acordo com o livro do escritor de comédia Glenn Boozan “Existem mães piores do que você”. Priscilla Witte ilustrou o livro, que também apresenta alguns pais animais “ruins”. 

Pais de animais questionáveis incluem ursos pardos que comem seus filhotes quando a comida é escassa, e leões que ficam de guarda e parecem durões enquanto as fêmeas se aventuram para caçar e matar. 

“Então, quando você se sente exausta, ou há muito no seu prato, contanto que você não coma seu bebê? Sim, você está indo muito bem”, escreveu Boozan em seu livro. “Quando o pânico aumentar e a pressão começar a aumentar, lembre-se de que você está tentando… e isso é tudo o que importa.” 

Aqui estão três pais de animais ruins que podem fazer você se sentir melhor sobre seus esforços. 

Peixe-cachimbo

Peixe-cachimbo fotografado no aquário Siam Ocean World, Bangkok / Wikimedia Commons

“Não são apenas as mães, alguns pais também são péssimos! Eles não são todos quentes e aconchegados”, escreveu Boozan. “Um pai peixe-cachimbo comerá os filhos se achar que eles são feios.” 

Os peixes-cachimbo machos podem engravidar e dar à luz, mas o interesse em ser pais nutridores pode durar apenas durante a gravidez. Um fator-chave nessa tomada de decisão pode ser como os animais se sentem em relação à mãe de sua prole, descobriram pesquisadores da Texas A&M University em 2010. 

Um peixe-cachimbo macho que gostava de uma parceira com a qual havia acasalado era mais propenso a nutrir seus filhos, descobriram os pesquisadores. Os peixes-cachimbo machos que estavam menos interessados nas mães dos peixes-cachimbo eram menos cuidadosos com seus filhotes, investindo menos recursos neles. 

Os pais de peixes-cachimbo também são conhecidos por absorver nutrientes de alguns de seus embriões, efetivamente canibalizando-os, de acordo com um artigo de 2009 na revista Proceedings of the Royal Society B. 

Cavalos

Cavalos selvagens / Picasa / Wikimedia Commons

“Os cavalos parecem super pais, mas eles não são os melhores”, escreveu Boozan. “Eles vão ameaçar os filhos de outros cavalos e chutá-los direto para a morte.” 

Se um garanhão é capaz de gerar muitos filhotes, ele tem uma vantagem genética sobre outros, de acordo com o Good Horse, um fórum de equitação liderado pelo treinador de cavalos e consultor comportamental Diamanto Mamuneas.

Mas como um garanhão não pode dar à luz, ele nunca pode ter certeza de que todos os animais em sua vizinhança são dele — o que pode ser estressante, pois os garanhões investem muito tempo e recursos para cuidar e proteger seus filhotes quando eles poderia estar acasalando ou comendo.

E à medida que os animais amadurecem, eles se tornam concorrentes pelos garanhões na busca por acasalamento. 

Cuidar da prole dos rivais é inútil, então os garanhões desenvolveram estratégias para evitar ter que criar cavalos não relacionados a eles – incluindo matar potros jovens, de acordo com pesquisa publicada na revista Applied Animal Ethology. 

Sapos dardo envenenado 

Sapo dardo venenoso no zoológico em Louisville, EUA / Reprodução Trisha / Wikimedia Commons

“O pai sapo venenoso é um ‘acerto’ a menos e e um ‘erro’ a mais”, escreveu Boozan. “Para evitar que seus ovos sequem, ele às vezes usa a urina.” 

Os pais de sapos venenosos guardam seus filhotes por 10 a 18 dias, ocasionalmente urinando neles para protegê-los de predadores e mantê-los úmidos. 

Os ovos requerem “umidade adicional significativa para evitar” a dessecação, de acordo com Animal Diversity Web, um recurso de zoologia online produzido pelo Museu de Zoologia da Universidade de Michigan.

Aliviando a ansiedade dos pais

Muitos livros para pais são voltados para vender coisas, disse Boozan, para fazer os leitores se sentirem melhores pais.

“Eu queria vender coisas para eles para que eles (pais) se sentissem bem, e eles não precisassem comprar nenhuma dessas outras porcarias”, acrescentou ela. 

“Comprar um cobertor específico ou um tipo diferente de Binky não vai fazer de você um pai melhor ou pior”, disse Boozan. “Eu acho que você vai ser um ótimo pai, não importa o que aconteça se você tentar o seu melhor. Meu objetivo era aliviar esses medos, mesmo que apenas por um momento com um pouco de risada.” 

 

Este conteúdo foi originalmente publicado em No reino animal, os cuidados dos pais com filhotes podem ser piores que os seus no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.