Kim Kardashian não danificou vestido de Marilyn Monroe, diz empresa que o emprestou


Kim Kardashian não estragou o vestido icônico de Marilyn Monroe no Met Gala.

A Ripley’s Believe It Or Not!, a empresa que possui o vestido de Monroe e o emprestou a Kardashian para o evento de maio, disse em comunicado nesta quinta-feira (16) que, apesar das alegações, Kardashian “não danificou de forma alguma a peça no curto período de tempo que foi usado no Met Gala.”

Amanda Joiner, vice-presidente de licenciamento da Ripley, acompanhou o vestido enquanto era transportado da Flórida para Nova York e também enquanto Kardashian o usava. Ela afirmou que o vestido permaneceu o mesmo “desde os degraus do Met, onde Kim entrou no vestido, até o topo, onde foi devolvido”.

A Ripley’s afirmou que o vestido estava levemente danificado no momento em que a empresa o adquiriu por meio de leilão em 2016, com “várias costuras puxadas e desgastadas” e que “enrugava nas costas pelos ganchos”.

Marilyn Monroe tornou o vestido famoso quando vestiu o vestido para cantar “Parabéns” para o presidente Kennedy em 1962.

Kardashian só usou o vestido para fotos no tapete vermelho antes de se transformar em uma réplica que havia feito para o resto do evento.

O vestido está agora em exposição na Ripley’s Believe It or Not! Hollywood.

Kim Kardashian no Met Gala 2022 / Getty Images

Este conteúdo foi originalmente publicado em Kim Kardashian não danificou vestido de Marilyn Monroe, diz empresa que o emprestou no site CNN Brasil.