Onde os chefs comem? Com Kiko Martins, do restaurante O Talho, em Lisboa


Francisco Martins, ou o Kiko, como é mais conhecido, é um dos chefs mais conceituados de Portugal. Sua trajetória, porém, começou em outro país falante da língua portuguesa: o Brasil.

Nascido no Rio de Janeiro, após uma temporada dos pais na cidade, a família regressou ao território lusitano quando ele tinha apenas 11 anos.

Formado em Gestão de Marketing no país, foi em Paris que a saga na cozinha começou de fato: estudou na Le Cordon Bleu e passou por alguns dos restaurantes mais famosos do mundo, como o Ledoyen e o The Fat Duck.

Anos mais tarde, visitou mais de 20 países em uma viagem ao redor do mundo, fato que abriu seus caminhos para dentro da cozinha. Foi assim que, em 2013, inaugurou O Talho, casa em Lisboa dedicada “ao aperfeiçoamento gastronômico da carne”.

Hoje, além do conceituado O Talho, o chef comanda outros quatro restaurantes em Lisboa. E quando não está à frente de seus negócios, Kiko também experimenta outros sabores pela capital portuguesa e compartilha com o CNN Viagem & Gastronomia seus endereços favoritos para se comer bem.

Salsa & Coentros

É um dos restaurantes de comida tradicional portuguesa mais conhecidos da cidade. Aberto desde 2005, o Salsa & Coentros possui inspirações do Alentejo e de Trás os Montes. Por aqui, bacalhau confitado, polvo a lagareiro, arroz de marisco e alheira, são servidos, para citar apenas alguns.

Mas meu prato predileto é o arroz de lebre (18,50 €), que faz parte das opções de caça do restaurante.

Rua Coronel Marques Leitão, 12, Lisboa, Portugal / Tel.: +351 21 841 0990 / Horário de funcionamento: almoço de segunda a sábado das 12h30 às 15h; jantar de segunda a sábado das 19h à 0h (pedidos até 22h30) / Reservas pelo telefone.

GoJuu

View this post on Instagram

A post shared by GoJuu (@gojuuclub)

Vou ao GoJuu para apreciar um bom sushi tradicional. A arquitetura da casa é arrojada e o menu possui delícias da gastronomia japonesa muito bem feitas. O restaurante tem, inclusive, um clube, e o jantar de quinta-feira a sábado é dedicado aos seus membros.

Do cardápio, há opções de combinados de sushis e sashimis (30 peças por 39 € e 40 peças por 55 €), além de especialidades da casa e também opções de combinados simples e saborosos para o almoço de dias de semana, como o teishoku, que variam de 17,50 € a 24 €.

Rua Marquês Sá da Bandeira, 46A, Praça de Espanha, Lisboa, Portugal / Tel.: +351 21 828 07 04 / Horário de funcionamento: almoço de terça-feira a sábado das 12h30 às 14h30; jantar de terça-feira a sábado das 19h30 às 22h30 / Reservas pelo telefone.

Gambrinus Lisboa

O Gambrinus tem mais de 70 anos de tradição e possui três ambientes que misturam detalhes tradicionais portugueses com antiguidades, porcelana e mobiliário de época.

Todos os dias saem especialidades da cozinha, como bacalhau à Chico Lage (28 €), às sextas e a garoupa grelhada com azeite aromatizado (32 €), aos sábados. Minha dica é experimentar também os croquetes, que são uma delícia.

Rua das Portas de Stº Antão 23, Lisboa, Portugal / Tel.: +351 213 421 466 / Horário de funcionamento: todos os dias das 12h à 0h / Reservas pelo telefone.

Restaurante Toscano

O Toscano fica em frente à praia da Parede, na vila de mesmo nome em Cascais, e, assim, possui uma vista privilegiada para o mar. Aqui, se sobressaem os sabores tradicionais do país, e os pratos especiais, que mudam com o dia a dia, são anunciados nas mídias sociais.

Minha escolha no restaurante sempre vai para o peixe no pão quente (robalo ou dourada), que sai por 55 € o quilo.

Praceta Barbosa de Magalhães, 2, Parede, Portugal / Tel.: +351 21 458 2020 / Horário de funcionamento: aberto todos os dias das 12h30 à 0h / Reservas via site


The post Onde os chefs comem? Com Kiko Martins, do restaurante O Talho, em Lisboa appeared first on CNN Brasil V&G.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.