Diretor do Atlético-MG revela insatisfação e define futuro de Turco


Turco Mohamed estaria na corda bamba após últimos resultados; diretor do Atlético aborda futuro do treinador

Depois do empate amargo, no sábado, o futuro do técnico do Atlético, Turco Mohamed, ganhou grande repercussão entre os torcedores. Irritados, os atleticanos pedem a saída do argentino temendo a sequência da temporada diante das decisões na Libertadores e Copa do Brasil.

Nesta segunda, o diretor de futebol do Atlético, Rodrigo Caetano concedeu entrevista coletiva e admitiu insatisfação pelos resultados. Mais do que isso, há uma preocupação interna ainda maior em razão das atuações do time, considerada muito abaixo da esperada, principalmente na goleada por 5 a 3, para o Fluminense.

“Não pensamos em substituição nesse momento, pensamos sim em trabalhar de forma silenciosa”, iniciou.

“É legítima a insatisfação, vamos deixar bem claro. Nós também não estamos satisfeitos, os atletas também não. Neste último recorte. No domingo em que enfrentamos o Palmeiras e disputavámos a liderança do campeonato, foram muitos os pontos positivos. Se não fomos superiores, foi de igual para igual. O próprio Palmeiras reconheceu e, muitas das vezes, se defendeu. Nossa equipe também se defendeu bem. O ponto fora da curva foi o jogo com o Fluminense, é nítido, admitido por todos. Fomos muito abaixo do nosso padrão de comportamento. E tivemos a infelicidade de empatar o último jogo, onde tivemos boa parte do segundo tempo com um homem a mais e com a vantagem, mas não confirmamos a vitória. Isso traz uma insatisfação”, diz Caetano.

Galo avalia nomes de técnicos no mercado

O Atlético deu prazo para Turco Mohamed virar a chave e fazer o time voltar a ter desempenho. Sem vencer há três partidas no Brasileirão, o time mineiro hoje está fora do G4 e vê o Palmeiras abrir distância na liderança. Preocupada com o desempenho da equipe, a direção já não descarta demitir o treinador.

Segundo informações da Rádio Itatiaia, alguns nomes de possíveis substitutos de Mohamed são debatidos no Atlético. Os próximos jogos serão decisivos para o futuro do comandante argentino.

“O que eu ouvi a respeito de alguns nomes que estão sendo muito falados. Renato Gaúcho, que é o nome mais comentado, o Atlético teve informações muito ruins sobre a passagem do Renato no Flamengo. Chegou ao nível de alguém ter dito que quem comandava o treino era o Filipe Luís. Era ele quem comandava o rachão no Flamengo. Se é verdade ou não, o Renato pode se manifestar, mas foi o que eu ouvi de fontes confiáveis. O Atlético teve essa informação vinda de dentro do Flamengo, que do ponto de vista de treino, o trabalho do Renato Gaúcho era muito ruim e isso refletiu em com o Flamengo que não conseguia jogar”, disse o jornalista João Vitor Xavier.

“Odair Hellmann, uma grande preocupação é que o jeito de jogar é bem diferente do jeito do Atlético”, completa.

Clique aqui e leia mais notícias mais sobre o Atlético.

Diretor do Atlético-MG revela insatisfação e define futuro de TurcoTorcedores – Notícias Esportivas.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.