União por Tebet indica potencial para 3ª via, mas não muda cenário eleitoral, diz especialista


O acerto entre MDB, PSDB e Cidadania em torno da senadora Simone Tebet (MDB-MS) pode trazer frutos para a terceira via no cenário político, mas não deverá reverter a atual polarização entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL). A opinião é da cientista política Deysi Cioccari, em entrevista à CNN neste domingo (12).

Questionada sobre a possibilidade de o acordo entre os partidos do chamado centro democrática representar um ganho no eleitorado, ela disse não acreditar nessa possibilidade.

“A terceira via não é um nome que se joga de um momento para o outro; ela surge nas discussões quando os sistemas políticos vigentes não fornecem respostas aceitáveis para a população. Nós queremos uma resposta diferente das que estão aí, mas esse é um processo em construção. O próprio nome da Simone Tebet, desconhecida da população, não tem tempo hábil para poder quebrar essa polarização”, disse Cioccari.

“Acredito que o nome dela será jogado nesse ano para ela ser mais conhecida, e quem sabe, na próxima eleição, esse centro já possa estar mais estabelecido e aparecer com mais possibilidades de entrar no jogo político. Mas, nesse ano, a gente deve ver todo o debate em torno de Bolsonaro e Lula.”

Segundo ela, os dois líderes das pesquisas eleitorais representam nomes muito fortes para o eleitoral. “Polarização é sempre ruim, mas, nesse momento, a gente não tem como fugir disso”, acrescentou.

A cientista também comentou sobre os rumos do PSDB que, com o apoio a Tebet, não terá um candidato a presidente pela primeira vez desde a fundação do partido – a sigla concorreu em todas as disputas pelo Planalto desde a redemocratização.

Para ela, o PSDB vive um momento em que precisa se reorganizar internamente em vez de tentar um nome próprio. “Hoje não é o momento de o PSDB pensar em protagonismo, e nem tem cenário para isso”, afirmou.

“Nesse momento, o PSDB deve se concentrar em fortalecer suas bancadas nos estados e no Congresso e vir com mais força. Não é o momento de tentar candidatura própria, e sim de olhar para o ponto de partida, se organizar internamente, porque está rachado, e tentar não minguar nessas eleições”, disse.

Debate

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Fotos – Os pré-candidatos à Presidência

Este conteúdo foi originalmente publicado em União por Tebet indica potencial para 3ª via, mas não muda cenário eleitoral, diz especialista no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.