Turco pode ser demitido e Atlético-MG dá prazo para reação: ‘Corda bamba’


Técnico do Atlético é alvo de muitas críticas da torcida e clube já não descarta eventual queda se o time não reagir

Turco Mohamed está longe de ser unanimidade entre os torcedores do Atlético. Pelo contrário, muitos entendem que o argentino destruiu o trabalho deixado por Cuca. Após o empate com o Santos e estando com um jogador a mais, a irritação tomou conta das arquibancadas do Mineirão.

Nas redes sociais, o termômetro também joga contra o treinador. Se antes o Atlético mantinha total confiança em Turco, agora o clube já não garante tanto a sua permanência se as coisas não mudarem.

De acordo com João Vitor Xavier, jornalista e apresentador da Rádio Itatiaia, o comandante do Galo está sim correndo o risco de ser demitido. De acordo com Xavier, a direção espera resultado e um futebol mais convincente nas próximas partidas.

“Pelo que pude apurar, o Turco sim está em risco de perder o emprego no Atlético. Sim, ele pode ser mandado embora nos próximos dias. Sim, ele está no fio da navalha e sim e ele está na corda bamba. Se o Atlético não recuperar o futebol nos próximos jogos ele será demitido. Só que há uma preocupação grande. É uma interrogação que existe hoje no Atlético. Se tirar o Turco vai colocar quem no lugar? Hoje pela manhã houve uma reunião, aí já não mais apenas a nível de diretoria, mas também com a comissão técnica, para que fossem apresentadas cobranças ao Turco e comissão técnica”, afirma o jornalista.

“A diretoria do Atlético está cobrando o técnico e os jogadores. Não há corpo mole, panelinha, não é igual a gente ouve tanto no Flamengo, que juntaram uma turma para derrubar o treinador. O Turco tem um bom ambiente, os caras gostam dele, não é igual o caso do Dudamel, que era detestado no Atlético. Tecnicamente o Atlético piorou e o sentimento é que ele não está conseguindo tirar o melhor dos jogadores. Se o futebol não voltar, se não vencer e convencer até a sequência contra o Flamengo, aí não resiste”, completou.

De la Cruz define futuro

Em entrevista ao Sport 890, De la Cruz praticamente definiu sua permanência no River Plate. Diferentemente do que havia sido especulado, o meia não pensa em deixar o clube argentino. Muito pelo contrário, adiantou que a renovação contratual está avançada, faltando apenas detalhes para selar o acordo.

“Estou muito bem no River. Não tenho ansiedade em sair, priorizo chegar bem na Copa do Mundo. A renovação do meu contrato está avançada. Nunca sairia livre do River. Na próxima semana me reúno com meu representante”, assegurou De la Cruz.

Sabia dessa? Sampaoli pediu Ibra no Galo

Sérgio Sette Câmara, ex-presidente do Atlético contou bastidores da passagem de Jorge Sampaoli pelo Galo. Famoso por pedir muitas contratações no clube que assume, o argentino fez algumas pedidas ‘fora da curva’ para a direção alvinegra.

Em entrevista à Web Rádio Galo, Sette Câmara revela que Ibrahimović, astro sueco e atualmente no Milan estava na lista de reforços de Sampaoli.

“Esse time do Atlético foi montado nesse último ano que eu estava lá, grande parte dele, não todo, ele [Sampaoli] e o Mattos que discutiam. Ele fazia os pleitos, o Mattos olhava, discutia junto com o Renato [Salvador] e o próprio Rafael [Menin], além de mim, claro. A gente via o que cabia, pois tinha alguns pedidos que não tinha condição. Aquele jogador do rabo de cavalo, sueco, o Ibrahimović. Chegou a falar isso com o Mattos. Mas aqui, vou te falar um negócio. Futebol tem que pensar grande”, afirma Sette Câmara.

“Eu não consegui montar um time durante um período, sem os 4 Rs, pois não tinha dinheiro. Vou fazer o que? ‘Ah, mas você trouxe o Maicon Bolt’. Tudo bem, mas também veio o Emerson, que nós trouxemos por 4 milhões e pouco e vendemos por 50 e tantos milhões em nove meses”, completou o ex-presidente.

Clique aqui e leia mais notícias mais sobre o Atlético.

Turco pode ser demitido e Atlético-MG dá prazo para reação: ‘Corda bamba’Torcedores – Notícias Esportivas.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.