Vasco? Diretor do Atlético-MG encerra novela e indica futuro


Rodrigo Caetano possui contrato com o Atlético até o final do ano; Vasco tem interesse no executivo do Galo

Atento a eventuais contratações para a sequência da temporada, o Atlético não quer perder seu ‘homem forte do futebol’. Rodrigo Caetano é alvo do Vasco e tem vínculo com os mineiros até dezembro. Diante disso, iniciou-se um temor entre os torcedores com uma possível saída do dirigente.

Ao que tudo indica, porém, isso não irá acontecer. O Atlético possui um acordo verbal com Rodrigo Caetano e praticamente selou a sua permanência para 2023. A informação foi dada inicialmente por Fred Augusto e ratificada neste sábado pelo Fala Galo.

Satisfeito e feliz no Atlético, Rodrigo Caetano em momento algum cogitou mudar de ares. Em pouco tempo no Galo, o dirigente criou laços com o clube e a cidade de Belo Horizonte. Apesar de gratificado pelas sondagens do Vasco, sua vontande inicial era de seguir o projeto na capital mineira.

Atlético quer Caetano em 2023

Em entrevista ao canal Fala Galo, Rafael Menin, um dos 4 R’s, disse que não vê substituto à altura de Rodrigo Caetano no Brasil. Ele, inclusive, deu publicamente um ‘conselho’ ao dirigente.

“Achar um diretor de futebol como o Rodrigo, no futebol brasileiro, acho que não tem. O Galo vai trabalhar para que ele continue sendo o diretor de futebol a partir…no ano que vem, acho que o contrato dele vence no fim do ano, né? Ele continua sendo o nosso diretor de futebol, mas tomara que essa dobradinha continue funcionando bem. Acho que ele gosta do ambiente, do trabalho, das pessoas que estão dentro desse projeto, a turma toda é muito séria, bacana, e a gente quer sempre contar com os melhores profissionais do mercado. E o Rodrigo é o melhor profissional do mercado brasileiro”.

Rafael Menin ainda declarou: “Se eu fosse o Rodrigo Caetano, eu assinaria o contrato com o Galo. Mas o que eu posso falar é que é um cara que a gente gosta muito, um profissional muito, muito comprometido, muito sério, trabalha 24h por dia, eu mando Whatsapp pra ele 00h30, depois do jogo, e ele me responde 00h35. É um cara diferenciado”, completou o empresário.

Multa rescisória

Para tirar Rodrigo Caetano do Atlético será necessário o pagamento de uma multa rescisória. A informação é do jornalista Jorge Nicola.

“Existe uma multa que prevê o pagamento de 50% dos salários daqui até o final de contrato. Este valor vale para o caso de demissão ou pedido de saída. O salário do executivo do Galo nunca foi divulgado, mas se a gente levar em consideração que trata-se de algo na casa dos R$ 200 mil reais por mês, a gente multiplica 200 x 7 meses e inclui o 13ª, seriam 200 x 8, 50% desse valor equivalem a 800 mil reais. Seria este o valor que a 777 precisaria indenizar o Atlético para que o contrato fosse rescindido”, diz Nicola

Vasco? Diretor do Atlético-MG encerra novela e indica futuroTorcedores – Notícias Esportivas.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.