PM leva esbarrão durante show de Henrique e Juliano e atira três vezes em homem


Um policial militar foi preso nesta segunda-feira (6), suspeito de balear um jovem durante show da dupla Henrique e Juliano, que aconteceu no último domingo (5), em Goiânia. A vítima, de 27 anos, por nome Francis Junio Ribeiro, está internada em estado grave no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

O ato teria acontecido, de acordo com testemunhas, após a vítima ter empurrado um homem, que revidou. “Meu irmão esbarrou em uma pessoa porque estava muito cheio. Esse homem empurrou meu irmão de volta, que revidou. Uma das meninas que estava com ele disse que se virou e foi a hora que viu o homem atirando no Francis”, relatou a irmã da vítima, Lidiany Ribeiro Amorim, ao G1. O rapaz precisou ser submetido a cirurgia no tórax e na mão esquerda.

Em nota, a assessoria do evento afirmou estar prestando apoio à vítima e esclareceu que o PM responsável pelos disparos teria assinado um termo de responsabilidade para entrar armado no local. “Infelizmente, não podemos prever que coisas desta natureza aconteçam, mas tentamos evitar ao máximo cumprir todas as regras de segurança que nos são determinadas”, diz a nota.

“Estamos dando apoio à vítima e sua família. Felizmente, fomos informados, que não há risco de morte, até o presente momento. O Policial Militar responsável pelos disparos assinou o Termo de Responsabilidade/formulário de identificação de armamento para entrar com a arma registrada no evento e até onde fomos informados, está preso”, salientou.

O show da dupla também foi marcado por roubos de celulares e demais objetos pessoais. Em nota, a assessoria do evento, também lamentou estes episódios. “Nós, da organização do evento e todos os artistas que se apresentaram lamentam os incidentes ocorridos durante o evento Infinito Particular”, frisa a publicação.

“Visando a segurança e bem-estar do público gostaríamos de ressaltar que o evento contou com uma equipe composta por 700 seguranças internos e externos, e também foi realizado o monitoramento e mapeamento durante toda a nossa programação. Além disso, uma ação conjunta da Polícia Militar e Civil foi realizada, em que 80 aparelhos celulares foram recuperados e a quadrilha identificada”, ressalta a nota.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.