Lewandowski diz que não quer mais jogar no Bayern e pede para ser vendido


O atacante Robert Lewandowski, eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2020 e 2021, afirmou que não quer mais jogar pelo Bayern de Munique, clube que defende desde 2014. Concentrado com a seleção da Polônia para jogos da Liga das Nações, o jogador afirmou em entrevista coletiva que sua era na equipe alemã “acabou” e pediu para ser negociado na próxima janela de transferência, que abre em junho.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

“Minha era no Bayern acabou agora. Eu não vejo nenhuma possibilidade de continuar jogando no clube mais. O Bayern é um clube sério, e eu acredito que eles não irão me manter. Eu não quero mais jogar lá, está claro. Uma transferência é a melhor solução. Eu espero que eles não me parem”, disse o camisa 9.

Lewandowski, de 33 anos, tem contrato com o Bayern por mais uma temporada, até junho de 2023, mas há alguns meses já vem demonstrando insatisfação e desejo de sair já neste ano. Apesar da manifestação do jogador, ele não deve conseguir uma liberação tranquila: Oliver Kahn, ex-goleiro e atual diretor do clube alemão, já afirmou que pretende fazer com que o atacante cumpra o contrato até o fim e fique mais um ano.

O Barcelona é o principal interessado na contratação de Lewandowski, que marcou 50 gols em 46 jogos pelo Bayern na atual temporada. Em oito anos no clube de Munique, desde que chegou em uma transferência livre do Borussia Dortmund, o polonês fez 344 gols em 375 jogos, conquistou a Liga dos Campeões em 2020 e venceu o Campeonato Alemão em todas as oito campanhas.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.