Vinícius Júnior no topo da Europa: ‘Não quero parar por aqui’


Comandante-chefe do Real Madrid, vencedor da sua 14ª Liga dos Campeões, o técnico italiano Carlos Ancelotti conseguiu sair ganhador ao apostar em garotos destemidos. Se na semifinal, contra o Manchester City, o herói do dia foi Rodrygo, autor de dois gols, nos segundos que mantiveram o time vivo para a prorrogação, na final, quem entrou para a história foi Vinicius Júnior.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Em um jogo em que os espanhóis foram dominados pelo Liverpool — e só não perderam porque o goleiro Courtois pegou tudo o que podia — , Vini aproveitou o espaço dado por Trent Alexander-Arnold, que até então o marcava implacavelmente – e marcou o gol do título, aproveitando o vacilo.

“Sou a pessoa mais feliz deste mundo, depois de uma temporada tão larga, com jogos especiais e tão importantes, chegou o mais bonito”, disse Vini Jr, na zona mista do Stade de France.

“Ainda não tenho noção do que estou vivendo, do gol que fiz pelo maior clube do mundo, na maior competição do mundo”, completou o jovem revelado pelo Flamengo.

Ele fez questão de agradecer aos outros brasileiros do time, especialmente aos mais experientes, como Marcelo e Casemiro. “Quando cheguei aqui, com 18 anos, esses caras me ajudaram muito”, disse.

“Mas, não quero parar por aqui, quero continuar trabalhando, como trabalhei até aqui para ganhar tantas Ligas dos Campeões , como alguns dos jogadores que estão por aqui.”

Continua após a publicidade


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.