Real Madrid chega a 14 taças de Champions — o dobro do segundo colocado


O rei da Europa, com sobras. Com o triunfo sobre o Liverpool neste sábado, 28, em Paris, – 1 a 0, gol de Vinícius Júnior – o Real Madrid chegou a 14 taças de Liga dos Campeões, o dobro do segundo colocado, Milan, que tem sete. Hexacampeão, o Liverpool desperdiçou a chance de igualar a equipe italiana e reduzir a vantagem espanhola.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca

Com a façanha no Stade de France, o Real Madrid chegou a seu quinto título em menos de uma década (2014, 2016, 2017, 2018 e 2022), a primeira desde a saída de Cristiano Ronaldo, protagonista nas conquistas anteriores.

Marcelo, Casemiro, Luka Modric, Karim Benzema, Gareth Bale, Isco, Nacho e Carvajal são os pentacampeões desta geração, igualando marca do time de Alfredo Di Stéfano, o lendário atacante argentino que brilhou nos primeiros títulos, a sequência entre 1956 e 1960 já sem “A Flecha Loira”, o time conquistaria também a edição de 1966.

Paco Gento, que recentemente foi superado por Marcelo em número total de títulos pelos merengues, é até hoje o único hexacampeão de Champions da história.

Zidane foi campeão em 2002 como atleta e tricampeão como técnico do RealMatthias Hangst/Getty Images

A partir do hexa na década de 1960, o clube enfrentaria um longo hiato e voltaria a erguer a Orelhuda em 1998, em decisão diante da Juventus. Depois, viriam ainda os títulos de 2000, diante do Valencia, e de 2002, com Zinedine Zidane brilhando na final contra o Bayer Leverkusen. O gênio francês ainda conquistou três taças como técnico do Real Madrid, entre 2016 e 2018.

Uma das taças mais comemoradas foi ‘La Décima’, em 2014, numa final agônica diante do rival Atlético de Madri. Na ocasião, o zagueiro Sergio Ramos marcou, de cabeça, nos acréscimos, o gol do empate em 1 a 1 que levou o jogo à prorrogação em Lisboa, na qual o Real marcaria mais três gols.

Cristiano, Ramos, Casillas e Marcelo: símbolos de ‘La Décima’Franck Fife/AFP
Continua após a publicidade

Os três títulos seguintes vieram em sequência, novamente diante de Atlético de Madri, Juventus e do próprio Liverpool. A taça de 2022 voltou a contar com importante participação brasileira, como os jovens Vinicius Junior e Rodrygo, ambos de 21 anos, como protagonistas em momentos-chave. O Real manda na Europa.

Confira a lista de maiores campeões da Champions:

1 – Real Madrid: 14
(1955–56, 1956–57, 1957–58, 1958–59, 1959–60, 1965–66, 1997–98, 1999–00, 2001–02, 2013–14, 2015–16, 2016–17, 2017–18 e 2021/2022)

2 – Milan: 7
(1962–63, 1968–69, 1988–89, 1989–90, 1993–94, 2002–03 e 2006–07)

3 – Liverpool: 6
(1976–77, 1977–78, 1980–1981, 1983-84, 2004–05 e 2018–19)
Bayern de Munique: 6
(1973–74, 1974–75, 1975–76, 2000–01, 2012–13 e 2019–20)

5- Barcelona: 5
(1991–92, 2005–2006, 2008–09, 2010–11 e 2014–15)

6 – Ajax: 4
(1970–71, 1971–72, 1972–73 e 1994–95)

7- Manchester United: 3
(1967–68, 1998–99 e 2007–08)
Inter de Milão: 3
(1963–64, 1964–65 e 2009–10)

9 – Benfica: 2
(1960-61 e 1961-62)
Chelsea: 2
(2011-12 e 2020-21)
Nottingham Forest: 2
(1978-79,1979-80)
Porto: 2
(1986-87, 2003-2004)

13 – Borussia Dortmund: 1
(1996-97)
Celtic: 1
1966-67
Hamburgo: 1
(1982-1983)
Steua Bucareste: 1
(1985-86)
Olympique de Marselha: 1
(1992-93)
Feyenoord: 1
(1969-70)
Aston Villa: 1
(1981-82)
PSV: 1
(1987-88)
Estrela Vermelha: 1
(1990-91)

Continua após a publicidade


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.