Qual é a pimenta mais forte do mundo?


A pimenta mais ardida é a Carolina Reaper, cultivada pelo americano Ed Currie, que cruza e vende variedades de pimenta na empresa PuckerButt Pepper Company. Reconhecida como a mais picante pelo Guinness World Records em 2017, ela tem uma média de 1.641.138 “unidades de picância” na Escala Scoville (ou Scoville Heat Units, SHU). O índice vai de zero à casa dos milhões e classifica pimentas a partir de suas concentrações de capsaicina, composto químico que lhes confere a ardência.

Caso você se depare com a Carolina por aí, uma dica: a capsaicina é pouco solúvel em água, mas se dá bem com a gordura do leite. Eis o pedido ideal para amenizar a ardência na boca.

Confira o grau de ardência de outras pimentas:

A pimenta Tabasco, que leva o nome de um estado mexicano e é ingrediente principal do famoso molho picante, tem entre 30 mil e 50 mil SHU.

Também originária do México e geralmente consumida verde, a Jalapeño varia entre 4 mil e 8,5 mil SHU – é fichinha.

Outra criação de Currie, a Pepper X pode tomar o posto de pimenta mais picante na próxima avaliação do Guinness Book: ela tem mais de 3 milhões de SHU.

Compartilhe essa matéria via:

Continua após a publicidade


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.