Comediantes americanos estão com medo após ataque a Dave Chapelle


Howie Mandel e outros comediantes estão preocupados após Dave Chappelle ser atacado no palco durante uma apresentação na última terça-feira (3).

Um membro da plateia atacou Chappelle logo após o comediante encerrar um set durante o “Netflix is ​​a Joke: The Festival”, no Hollywood Bowl, em Los Angeles.

O homem que atacou Chappelle tinha uma faca e foi preso por agressão com uma arma mortal e levado para um hospital para tratamento médico, de acordo com o Departamento de Polícia de Los Angeles.

Falando com Billy Bush do “Extra” nessa quarta (4), Mandel expressou preocupação.

“Assistir ao que aconteceu com Dave ontem à noite confirmou meu medo”, disse Mandel. “Estava assistindo ao vivo no Twitter e me virei para minha esposa e disse: ‘Não quero mais subir no palco. Estou com muito medo.’”

Outros comediantes que estavam presentes durante o incidente, incluindo Chris Rock, correram em direção a Chappelle após o ocorrido.

Rock brincou sobre se o suspeito era Will Smith, referindo-se ao incidente de Smith no Oscar em que ele subiu no palco e deu um tapa em Rock depois que o comediante fez uma piada sobre a esposa de Smith, Jada Pinkett Smith.

Will Smith dá um tapa em Chris Rock durante a cerimônia do Oscar / 27/03/2022 REUTERS/Brian Snyder

O comediante e colunista do “Washington Times”, Tim Young twittou: “Todos nós podemos agradecer a Will Smith por dar o exemplo que levou Dave Chappelle a ser agredido no palco na noite passada”.

“Aqui vamos nós de novo. Como eu mencionei antes, Will Smith fez isso, então agora as pessoas pensam que se uma grande celebridade faz isso, elas podem fazê-lo”, disse o comediante Jordan Garnett à WPTV.

Mandel também parece concordar.

“Este é um passo que meio que abre uma porta e aciona alguém se eles não gostarem do que você está dizendo ou ficarem ofendidos com o que você está dizendo… Violência, esse era o meu medo”, disse ele ao “Extra” sobre Smith batendo em Rock.

Mandel disse que planeja fazer menos turnês por causa disso.

“Meu maior medo 40 anos atrás era alguém não rir, e então veio o medo do cancelamento, algo como ‘Meu Deus, se alguém não gostar da sua piada ou você ultrapassar sua linha, você pode perder sua carreira’. E depois do Oscar… Acredito que violência desencadeia violência”, explicou Mandel.

À medida que a investigação sobre o ataque de Chappelle continua, a Netflix também expressou preocupação com a segurança em torno dos programas de comédia.

“Nós nos preocupamos profundamente com a segurança dos criadores e defendemos fortemente o direito dos comediantes de stand-up de se apresentarem no palco sem medo de violência”, disse um porta-voz da Netflix à CNN em comunicado.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Comediantes americanos estão com medo após ataque a Dave Chapelle no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.