PM ouvirá agentes e fará mudanças em presídio após serem reveladas regalias a Cabral


O porta-voz da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Ivan Blaz, confirmou à CNN que os policiais militares que trabalham como agentes prisionais no Batalhão Especial da PM em Niterói serão interrogados pela corregedoria.

Eles devem ser ouvidos ainda neste mês de maio, uma vez que o inquérito aberto tem duração de 30 dias, prorrogáveis por mais 30.

Em paralelo à investigação interna da PM, uma série de mudanças foram definidas pela secretaria estadual que cuida da pasta. Segundo Blaz, já há um processo de compra de aparelho de raio-X que estava parado desde 2020 e agora está em processo de atualização de preços na procuradoria do estado.

A intenção do aparelho, somado à imposição de uma revista a familiares e visitantes dos presos, tem como objetivo impedir a entrada de itens irregulares.

Durante a vistoria no fim de abril foram encontrados cigarros de maconha, frascos de testosterona, injeções, dinheiro vivo e alimentos de restaurantes – itens vetados. Também foram encontrados sete aparelhos de telefone celular em uma área onde havia oito presos.

A PM também se comprometeu a fazer mudanças na estrutura do local, alocar mais policiais militares no BEP, fazer trocas de agentes e também promover treinamentos para os policiais que atuam no presídio. Blaz afirma que esses atos já estão em curso.

As mudanças são uma consequência das regalias reveladas após duas vistorias, uma da Vara de Execuções Penais e outra da própria PM. Foram identificadas irregularidades nas celas e na área de convivência dos oficiais.

O local, que tem capacidade para 20 detentos, era ocupado por oito pessoas, apenas. Eles tinham acesso a TV de 42 polegadas e adaptações nas celas como chuveiro extra, piso emborrachado e isolamento de calor.

Os advogados do ex-governador preparam recurso para o Tribunal de Justiça pra tentar reverter a transferência.

Este conteúdo foi originalmente publicado em PM ouvirá agentes e fará mudanças em presídio após serem reveladas regalias a Cabral no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.