Amber Heard vai depor em breve em disputa com Johnny Depp por difamação


Amber Heard, ex-mulher de Johnny Depp, pode depor ainda nesta quarta-feira (4) diante de um júri do Estado norte-americano da Virgínia, que está ouvindo as alegações de difamação que os atores apresentaram um contra o outro após um breve casamento.

Nessa terça-feira (3), os advogados de Depp encerraram suas argumentações depois de dizerem que Amber caluniou o astro de “Piratas do Caribe” quando ela alegou ter sido vítima de violência doméstica.

O lado da atriz começou chamando para depor um psicólogo que disse que ela sofria de transtorno de estresse pós-traumático devido ao abuso físico e sexual de Depp.

Depp, de 58 anos, está processando a ex-mulher, de 36, em 50 milhões de dólares. Amber apresentou um contraprocesso de 100 milhões de dólares, dizendo que Depp a difamou chamando-a de mentirosa.

Ao longo de quatro dias de depoimento juramentado, Depp afirmou que a estrela de “Aquaman” era a agressora no relacionamento e uma vez jogou uma garrafa de vodca que cortou a parte superior de seu dedo médio direito.

Amber nega ter ferido o dedo de Depp e disse que só jogou coisas para escapar quando ele estava batendo nela.

Em seu interrogatório, os advogados da atriz apresentaram mensagens de texto e gravações de áudio de Depp insultando Amber.

O caso refere-se de um artigo de opinião de dezembro de 2018 no “Washington Post”. O artigo nunca mencionou Depp pelo nome, mas seu advogado disse aos jurados que estava claro que Amber estava se referindo a ele.

O divórcio do casal foi finalizado em 2017, após menos de dois anos de casamento.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Amber Heard vai depor em breve em disputa com Johnny Depp por difamação no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.