Le Pen reconhece derrota para Macron e promete oposição ao presidente


A candidata de extrema direita da França Marine Le Pen reconheceu a derrota para o presidente reeleito Emmanuel Macron. Segundo as principais projeções, o atual chefe do Palácio do Eliseu angariou 58% dos votos no segundo turno das eleições.

Aos apoiadores, Le Pen prometeu fazer oposição ao governo. A representante da direta radical comemorou, apesar da derrota, os índices conquistados na votação: cerca de 40%. “Não posso deixar de sentir esperança”, afirmou.

“Continuarei meu compromisso com a França e os franceses com a energia, perseverança e carinho que vocês conhecem”, frisou.

Le Pen, do partido Reunião Nacional (RN), fez campanha de linha dura contra a imigração e pela defesa da identidade francesa tradicional.

Ela tem sido criticada na Europa por sua postura contra a União Europeia e a Otan – atualmente dois grandes atores na resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia. Também é frequentemente criticada por aproximação com autocratas.


0

A eleição

Macron comandará a França pelos próximos cinco anos. O país é a segunda maior economia da União Europeia e o único membro permanente do Conselho de Segurança das Organização das Nações Unidas (ONU) do bloco europeu.

O presidente francês e Le Pen repetiram o mesmo cenário da eleição de 2017. À época, Macron saiu vitorioso com uma vantagem maior que agora: 66%. Macron é o primeiro mandatário a ser reeleito desde Jacques Chirac (1995-2007).

O post Le Pen reconhece derrota para Macron e promete oposição ao presidente apareceu primeiro em Metrópoles.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.