Dólar sobe 4,04%, a maior alta desde 2020; bolsa fecha dia em baixa


O dólar fechou em forte alta em relação ao real neste sexta-feira (22/4), subindo 4,04% no dia e cotado a R$ 4,8061. É a maior alta diária desde março de 2020, quando o país começava a enfrentar a pandemia de coronavírus.

Juntando os resultados da semana, o dólar subiu 2,33%. A alta, porém, não abala tanto assim a queda das últimas semanas. No ano, o dólar caiu 13,79% em relação ao real.

O mercado brasileiro fechou sob pressão principalmente por causa do cenário internacional. Nos Estados Unidos, nessa quinta-feira (21/4), o presidente do Banco Central local, Jerome Powell, fez uma fala mais dura sobre os juros no país e indicou que eles devem subir.

Cenário local

A alta no dólar no Brasil também tem elementos de política local. A maior agressividade do governo de Jair Bolsonaro (PL) contra o Poder Judiciário é um elemento que afeta o humor dos investidores. Teve peso também o adiamento em 20 dias pelo Tribunal de Contas da União (TCU) do processo de privatização da Eletrobras.

Na esteira da decisão, as ações da estatal caíram mais de 4%, ajudando a puxar a Bolsa de Valores de São Paulo para baixo.

Ao final do pregão, nesta sexta, a Bolsa caia 2,86%, a 111.078 pontos.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Dólar sobe 4,04%, a maior alta desde 2020; bolsa fecha dia em baixa apareceu primeiro em Metrópoles.