Assembleia de SP votará cassação de Mamãe Falei mesmo após renúncia


A renúncia do deputado estadual Arthur do Val (União-SP) não o fará escapar do processo de cassação do qual é alvo na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Parlamentares ouvidos pela coluna após a renúncia, na tarde desta quarta-feira (20/4), garantem que o pedido de cassação de Mamãe Falei será votado no plenário da Casa.

Caso a Alesp confirme a expectativa e casse o mandato do deputado, o youtuber ligado ao Movimento Brasil Livre (MBL) ficará inelegível pelos próximos oito anos.


0

Na própria nota em que anunciou à imprensa sua decisão, Mamãe Falei diz que agora os deputados estaduais paulistas “serão obrigados” a discutir “apenas” seus direitos políticos.

“Sem o mandato, os deputados agora serão obrigados a discutir apenas os meus direitos políticos e vai ficar claro que eles querem na verdade é me tirar das próximas eleições”, escreveu o deputado.

Como noticiou a coluna à época, colegas de Do Val na Alesp tentaram convencê-lo a renunciar ao mandato antes da abertura do processo. Naquele estágio, a renúncia evitaria a cassação e a inelegibilidade. O deputado resistiu.

Áudios sexistas

Mamãe Falei enfrenta um processo de cassação na Alesp após a coluna divulgar em primeira mão, em março, áudios do parlamentar com comentários de teor sexista sobre refugiadas ucranianas.

Os áudios foram enviados por ele a amigos quando foi à Ucrânia, no início do conflito com Rússia, sob a justificativa de auxiliar na resistência contra o exército de Vladmir Putin.

O post Assembleia de SP votará cassação de Mamãe Falei mesmo após renúncia apareceu primeiro em Metrópoles.