João Carlos Martins: Chaplin foi cineasta que ficou para a eternidade


O Especialista CNN em cultura, João Carlos Martins, prestou sua homenagem ao homem que ele considera o maior gênio do cinema: Charles Chaplin.

Chaplin fez diversos filmes, dentre eles “O Grande Ditador” em 1940, sátira ao nazismo alemão. Martins explica: “Quando eu vejo a genialidade de Chaplin, não só como ator, diretor e compositor, vejo que ele foi um cineasta que ficou para a eternidade.”

Chaplin também era compositor, e o maestro João Carlos Martins toca um trecho de uma de suas músicas mais famosas chamada “Luzes da Ribalta”.

Veja mais no vídeo acima.

Este conteúdo foi originalmente publicado em João Carlos Martins: Chaplin foi cineasta que ficou para a eternidade no site CNN Brasil.