Liverpool empata e elimina o Benfica na Liga dos Campeões


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Liverpool recebeu nesta quarta-feira (13), em Anfield, o Benfica e empatou em 3 a 3 utilizando os reservas. Com o resultado, os ingleses garantiram a classificação às semifinais da Liga dos Campeões por conta do placar agregado de 6 a 4. Os gols do Liverpool foram marcados pelo zagueiro Konaté e pelo atacante brasileiro Roberto Firmino, que fez dois. Gonçalo Ramos e Yaremchuk fizeram os gols do Benfica.

O Liverpool venceu o jogo de ida por 3 a 1 e, com o resultado no agregado, os ingleses estão classificados às semifinais da Liga dos Campeões e vão enfrentar o surpreendente Villarreal, que eliminou nesta terça-feira (12) o Bayern de Munique, pelas quartas de final, e derrotou a Juventus nas oitavas.

A partida começou movimentada. O Liverpool não ficou acomodado com a boa vantagem e, como o esperado, o Benfica, mesmo fora de casa, foi ao ataque e deu espaço para o Liverpool explorar.

Os ingleses, com o controle total da bola, impediram que o Benfica crescesse no jogo e incomodasse, mantendo o jogo em um ritmo morno e agradável ao Liverpool. Aos 20 minutos, Konaté subiu mais que a defesa do Benfica e fez um belo gol de cabeça para o Liverpool.

O Benfica só incomodou com ataques esporádicos e não teve volume de jogo, apostando em Darwin Núñez. Após uma disputa na intermediária defensiva do Liverpool, a bola sobrou limpa para Gonçalo Ramos, que finalizou bem e empatou o jogo aos 32 minutos. O Liverpool sentiu o gol sofrido e deixou o Benfica melhorar na partida, mas conseguiu levar o empate para o vestiário.

O atacante Darwin Núñez, do Benfica, ficou muito isolado no ataque, mas foi o responsável por criar as principais chances de gol do time português, principalmente usando a velocidade. Ainda no primeiro tempo, o uruguaio saiu cara a cara com Alisson e foi muito frio na finalização encobrindo o goleiro brasileiro, mas o VAR viu impedimento no lance e anulou o gol.

O VAR teve que trabalhar novamente nos acréscimos do segundo tempo e anulou um gol de Mané, que recebeu boa assistência de Salah. Todas as aparições do VAR foram assertivas e rápidas. No último minuto do jogo Darwin Núñez teve outro gol bem anulado pelo VAR depois de desviar um cruzamento rasteiro para o gol.

Aos nove minutos do segundo tempo, o goleiro Vlachodimos se complicou em lance fácil e soltou a bola. Vertonghen, tentando tirar, mandou a bola no peito de Diogo Jota, que cruzou e encontrou o brasileiro Roberto Firmino livre para ampliar a vantagem do Liverpool.

Firmino, inspirado, marcou, de voleio, seu segundo gol na noite, aos 19 minutos, depois de boa cobrança de falta de Tsimikas. Aos poucos o Liverpool colocou alguns titulares em campo, diminuiu o ritmo e controlou ainda mais o jogo. Os titulares não entraram bem e o Benfica, aos poucos, foi se empolgando e acelerando o jogo. Aos 27, Yaremchuk aproveita boa enfiada e bola nas costas da zaga do Liverpool, driblou Alisson e diminui a desvantagem portuguesa para 3 a 2.

O Liverpool, ao contrário do esperado, sofreu no final do jogo, principalmente com lançamentos longos explorando as costas da defesa. Aos 37 minutos Darwin Núñez, no limite da linha de impedimento, apareceu bem na cara de Alisson e fez o gol de empate no Benfica no jogo depois de bela finalização. O Benfica tentou até o final, mas o déficit era muito grande e o Liverpool soube dosar o risco sofrido.

Na próxima sexta-feira (15) a tragédia de Hillsborough completa 33 anos, por isso, os jogadores do Liverpool fizeram um minuto de silêncio antes do jogo e entraram com uma faixa preta no braço. A torcida, por sua vez, fez um belo mosaico em homenagem às vítimas.

No desastre de Hillsborough, 96 torcedores do Liverpool morreram pisoteados durante um jogo das semifinais da Taça da Inglaterra entre o time e o Nottingham Forest, em 1989. A tragédia aconteceu por causa da superlotação do estádio e o estado de conservação dele, ferindo outras 766 pessoas. Em 2021, outro torcedor que estava no local em 1989 morreu por conta de traumas cerebrais causados pela tragédia, totalizando 97 vítimas.

LIVERPOOL

Alisson; Gomez, Konaté, Matip e Tsimikas; Keita, Milner (Thiago) e Henderson (Fabinho); Diogo Jota (Salah), Roberto Firmino (Origi) e Luis Díaz (Mané). T.: Jurgen Klopp.

BENFICA

Vlachodimos; Gilberto (Gil Dias), Otamendi, Vertonghen e Grimaldo; Taarabt (João Mário), Weigl, Everton Cebolinha (André Almeida) e Diogo Gonçalves (Yaremchuk); Darwín Núñez e Gonçalo Ramos (Paulo Bernardo). T.: Nélson Veríssimo.

Estádio: Anfield, em Liverpool (Inglaterra)

Árbitro: Serdar Gozubuyuk (NED)

Assistentes: Joost van Zuilen (NED) e Johan Balder (NED)

VAR: Pol van Boekel (NED)

Gols: Konaté (LIV), aos 20′, Gonçalo Ramos (BEN, aos 32’/1ºT; Firmino (LIV), aos 9′ e aos 19′, Yaremchuk (BEN), aos 27′, e Darwin Núñez (BEN), aos 37’/2ºT


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.