São Paulo estuda Carnaval de blocos de rua entre maio e junho, diz prefeito


O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), disse neste domingo (10) considerar a realização do Carnaval de rua da capital entre maio e junho.

À CNN Brasil Nunes afirmou não haver objeção à festa, mas “preocupação com o tempo para organização”. “Não exatamente em junho, pode ser final de maio, por exemplo [a data para realização do Carnaval de rua]. Só propomos um tempo para poder organizar”, afirmou.

Na sexta-feira (8), reunião entre os organizadores dos blocos do Carnaval de rua e a prefeitura terminou sem um acordo.

Os grupos carnavalescos reivindicam a festa em abril, durante o feriado de Tiradentes —mesmo período confirmado para o desfile das escolas de samba no Anhembi.

Na sexta-feira (4), após manifesto de grupos carnavalescos em defesa do carnaval no feriado de abril, o prefeito condicionou a festa à organização da segurança e da infraestrutura pelos blocos, com a contratação de ambulâncias, médicos, disposição de ambulantes, fixação de gradis e banheiros químicos, por exemplo. A organização e o patrocínio para o desfile também deveriam estar  inteiramente por conta dos blocos.

Escolas de samba

A comemoração que já está liberada para ocorrer é a do Carnaval no sambódromo do Anhembi, com os desfiles das escolas de samba. Os desfiles vão ocorrer durante o feriado de Tiradentes. O Carnaval em janeiro foi cancelado em várias cidades do país por causa da variante Ômicron.

Segundo Nunes, o evento no local proporciona maior possibilidade de controle do público, com a adoção de medidas sanitárias contra a Covid-19.

 

Este conteúdo foi originalmente publicado em São Paulo estuda Carnaval de blocos de rua entre maio e junho, diz prefeito no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.